Dieta Do Jejum Intermitente: Descubra Agora O Que É, Quais Os Benefícios, Como Fazer

Dieta Do Jejum Intermitente: Descubra Agora O Que É, Quais Os Benefícios, Como Fazer

Quer saber se a dieta do jejum intermitente combina com você? Aprenda tudo sobre esse polêmico método de emagrecimento, como funciona, para quem é indicado, quais os seus benefícios, contraindicações e muito mais.

Para saber se esse tipo de dieta combina com você, se ligue em todas as informações que reunimos sobre o assunto. Elas vão ajudá-lo a tirar as suas próprias conclusões e a fazer as escolhas mais assertivas para a sua vida. Vamos lá!

Jejum intermitente: Tudo o que precisa saber

O que é jejum intermitente

A dieta do jejum intermitente já começou causando polêmica porque ela, basicamente, consiste em ficar sem comer por muitas horas seguidas. Isso vai contra um dos principais preceitos da reeducação alimentar, que é o de ingerir alimentos a cada três horas.

Quem defende o consumo de alimentos várias vezes ao dia afirma que essa frequência é uma forma da pessoa se sentir saciada por mais tempo, sem ficar sentindo fome a todo o instante. Para tanto, é importante realizar sempre refeições e lanches em porções moderadas.

Outro benefício apontado em fazer cerca de seis refeições por dia é o fato de que comer com frequência mantem o organismo sempre em funcionamento. Ou seja, com o seu metabolismo acelerado, o que colabora com a queima de calorias.

Nem todos conseguem fazer

Os defensores do jejum intermitente, por outro lado, afirmam que ficar longos períodos sem ingerir alimentos também causa uma aceleração do metabolismo. No entanto, isso acontece depois de um jejum bastante intenso, o que nem todo mundo consegue fazer.

Mas existem diferentes métodos e cardápios para seguir a dieta do jejum intermitente, os chamados protocolos. Desse modo, é possível escolher aquele que mais combina com o seu estilo de vida e possibilidade em relação a permanecer sem comer.

Enquanto isso, o período em que é possível comer ao longo do dia se chama de janela alimentar. Isto é, os momentos em que o jejum é interrompido.

O que mais saber sobre o jejum intermitente

Quem segue a dieta do jejum intermitente explica que, assim como outras dietas, só o jejum não vai fazer nenhum milagre. Para perder os quilos desejados é necessário ainda comer na medida certa e com qualidade, além de praticar atividades físicas.

Esse método de emagrecimento também desacredita a premissa da importância de tomar o café da manhã todos os dias. Muitos especialistas na área afirma que o café da manhã é a principal refeição do dia.

É nesse momento, portanto, que é possível comer mais, porque se tem todo o dia pela frente para queimar as calorias ingeridas. No entanto, a dieta do jejum intermitente não segue essa linha de raciocínio.

O método de emagrecimento explica que o hábito de comer várias refeições por dia, inclusive, tomar café, é algo relativamente recente e que pode trazer malefícios para o organismo.

Essa informação é baseada no fato de que por milhares de anos, os seres humanos ficavam dias sem comer até caçar uma presa, quando então se fartavam e comiam bastante durante muitos dias seguidos, para depois jejuar novamente por mais outros vários dias.

Quais os benefícios da dieta do jejum

Especialistas em saúde lembram que ainda existem poucos estudos sobre a dieta do jejum intermitente. Por isso, embora existam muitos indícios e especulações, nem todas as vantagens para o organismo estão comprovadas.

Alguns pequenos estudos apontam principalmente os benefícios dessa dieta em relação à melhoria da saúde metabólica, diminuição da ansiedade e desempenho cognitivo. Também tem resultados positivos no combate a algumas doenças.

Entre elas, doenças ligadas à obesidade, à gordura no fígado, bem como à diabetes e a diferentes tipos de câncer. Veja mais alguns benefícios da dieta do jejum:

Perda de peso

existem muitas razões para a dieta do jejum intermitente ser considera uma eficiente maneira de perder peso. Um dos motivos é que a pessoa não precisa ficar se preocupando a todo o instante com o que vai comer.

Essa preocupação pode causar ansiedade e, por consequência, mais vontade de comer. Além disso, como a alimentação é livre nas janelas os adeptos da dieta podem comer livremente o que mais gostarem, sem ter a necessidade de ficar contando calorias.

Diminui os níveis de insulina

Outro motivo pelo qual o método é eficiente para emagrecer é que os níveis de insulina no sangue caem de modo significativo. Isso acontece porque a produção de insulina estimula o acúmulo de gorduras, o que acontece quando se ingere alimentos.

Em outras palavras, com menos gorduras acumuladas, torna-se mais fácil eliminar os quilinhos indesejados. O hormônio do crescimento, o hGH, também é beneficiado, sendo que ele pode aumentar até cinco vezes.

No entanto, esse grande aumento acontece somente em casos de jejum bastante prolongado, que não é indicado a todos os adeptos da dieta. Especialistas explicam que o jejum, ao estimular a produção do hormônio do crescimento facilita a queima de calorias.

Além disso, promove o aumento da massa magra, por isso, é uma dieta especialmente buscada por indivíduos que fazem treinos de força com o objetivo da hipertrofia.

Também se afirma que a queda da insulina é importante para que o organismo possa ter tempo e regularizar o funcionamento desse hormônio. Quando se come com frequência, o seu estímulo é constante, fazendo o mesmo com o armazenamento de gordura.

Hipertrofia

como já foi dito, o jejum intermitente colabora com o crescimento do hormônio hGH no organismo e, consequentemente, com o ganho de massa magra.

Além disso, os músculos se desenvolvem, principalmente, depois de um treino de força, com mais eficiência durante as horas em que se dorme e em que se realiza o jejum. Dessa forma, dormir em torno de oito horas por dia e fazer jejum é a receita de sucesso para desenvolver os músculos.

Ao contrário do que muitas pessoas acham a dieta do jejum intermitente não causa perda de massa magra. Porém, isso é verdade apenas quando nas janelas de alimentação o adepto do método alimenta-se de forma adequada.

Fácil de fazer

Para as pessoas que não se importam em ficar horas ininterruptas sem comer, a dieta do jejum intermitente se torna um método prático de emagrecimento e de desenvolvimento muscular.

O método é bastante adaptável, além de ser esporádico. Isso significa que se adapta facilmente às rotinas, já que não existe uma forma engessada de realizá-lo. Isto é, a pessoa que aderir a essa dieta pode começar o jejum no momento do dia que for melhor.

Também não é uma dieta que deve ser feita todos os dias, é possível realizá-la de maneira esporádica, de modo que se adapte melhor ao seu dia a dia. No entanto, para surtir os efeitos desejados, é importante ter uma alimentação equilibrada e saudável regular.

Aumento do metabolismo

Embora haja contradições em relação a esse ponto, a questão é que os defensores da dieta do jejum intermitente apontam que o metabolismo começa a desacelerar somente após 60 horas de jejum.

Assim, esse método não interfere no metabolismo, desacelerando-o, como alguns apontam. Também explicam que um indivíduo apenas passa fome de verdade após três dias sem comer, quando ocorre o chamado catabolismo.

Esse processo ocorre acontece quando a massa muscular é transformada em aminoácidos que são utilizados como fonte energética, provocando a perda muscular. Porém, o indivíduo não fica tanto tempo assim sem comer com essa dieta.

Além disso, para evitar complicações é essencial realizar um jejum bem feito, sem exagerar nas horas se comer, seguindo as singularidades do corpo de cada um. Para tanto, nas janelas de alimentação é importante comer bem.

Se isso for feito, os níveis de leptina se mantem altos, sendo esse o hormônio que controla a saciedade e tem papel importante na função metabólica.

Melhora a mente

Os defensores da dieta apontam que o método melhora o desempenho da concentração, reduzindo os sintomas da ansiedade e da depressão. Em parte, isso acontece porque a preocupação em comer com frequência não existe.

Recicla as células mortas

Estudos recentes indicam que quando as pessoas estão em jejum, ocorre uma reciclagem das células, o que está associado à diminuição de algumas doenças, como a doença de Parkinson e diabetes tipo 2.

Além disso, essa reciclagem promove a longevidade, ao atrasar os efeitos degenerativos do envelhecimento, bem como ajuda na eliminação de toxinas e na manutenção da massa muscular.

Outros benefícios

Afirma-se ainda que, no caso do jejum de 24 horas, além de ajudar na queima de calorias e a melhorar a sensibilidade à insulina, ele é eficiente na redução da pressão arterial.

Os defensores do método apontam ainda outros benefícios, como redução do colesterol ruim e do estresse oxidativo, o qual é o responsável pelo envelhecimento precoce das células. Assim ao ser combatido, é possível evitar doenças e promover uma melhor qualidade de vida.

Jejum intermitente funciona

Para saber se a dieta do jejum intermitente funciona, primeiro, é importante entender o que significa ficar sem comer por muitas horas para o organismo. Quando feito o jejum, o corpo começa a usar a energia que tem acumulada.

Essa energia está em forma de gordura, o que colabora com a sua eliminação, já que não será usada a energia proveniente dos alimentos que estão sendo ingeridos. Além disso, o organismo passa a utilizar a glicose produzida no fígado.

O que muda também é que o corpo passa a usar de maneira mais intensa o glicogênio muscular e hepático, uma vez que não está recebendo uma alta carga de alimentos ricos em carboidratos.

Por fim, acontece o direcionamento de aminoácidos, os componentes das proteínas, que servem para produzir energia. Isso significa que mesmo sem comer, o corpo consegue se manter ativo em decorrência dos demais mecanismo que possui para funcionar.

Para quem funciona a dieta do jejum intermitente

Especialistas afirmam que a dieta do jejum intermitente pode funcionar para algumas pessoas, mas que não deve ser usada como regra por todo mundo que deseja perder peso.

O método pode ser muito eficiente em casos bastante específicos.

Por conta disso, é de extrema importância ter um acompanhamento médico, bem como conversar com o seu nutricionista e perguntar se essa dieta é o melhor método para o seu caso. A questão é que, hoje em dia, não existem estudos sobre os efeitos no longo prazo.

Ou seja, como se trata de uma dieta que se tornou popular apenas nos últimos anos, mesmo que o jejum seja algo feito há séculos, por muitas pessoas, inclusive, por questões religiosas, não existem pesquisas que mostrem como o corpo das pessoas que passaram pelo jejum intermitente reage nos anos subsequentes.

Além disso, se não houver acompanhamento médico, o jejum intermitente pode causar uma série de problemas para a saúde, como distúrbios alimentares, uma das principais causas da obesidade.

Por outro lado, com o auxilio de um nutricionista é possível alimentar-se de maneira correta durante os períodos em que se pode comer. Isso vai evitar que haja deficiências nutricionais para o organismo.

Dieta do jejum intermitente não pode causar sofrimento

Mesmo quem defende a dieta do jejum intermitente lembra que o método é adequado apenas a quem consegue ficar sem comer por horas prolongadas sem sofrimento.

Pessoas que precisam ingerir alimentos com mais frequência não têm porque iniciar essa dieta.

Isso porque o método de emagrecimento deve ser benéfico aos seus adeptos e não causar aflição. Até porque a ansiedade é uma grande inimiga da perda de peso e se ficar sem comer por muitas horas desencadeia esse sentimento, a dieta nem mesmo vai funcionar.

Portanto, esse método combina mais com pessoa que têm dificuldade em comer a cada três horas. Isto é, nem todo mundo consegue se organizar no seu dia a dia de maneira que possa fazer em torno de seis refeições por dia.

Nesse sentido, o jejum intermitente é bastante benéfico, uma vez que pode facilitar a rotina de alimentação de muitas pessoas, inclusive, de quem não consegue se enquadrar no padrão de refeições seguido pelos demais.

Como fazer dieta do jejum intermitente

Protocolo 16 horas de jejum

Existem diferentes protocolos, ou seja, metodologias para fazer a dieta do jejum intermitente. O mais comum é ficar sem comer 16 horas e ingerir alimentos que correspondam a todas as refeições do dia nas oito horas restantes.

Para as mulheres, recomenda-se que o jejum seja de apenas 14 horas. Já na janela de alimentação, aconselha-se consumir mais fontes de carboidrato e de proteínas nos dias de treino e mais gorduras e menos carboidratos nos dias de repouso.

Os protocolos costumam indicar a realização de atividades físicas, sendo que a janela de alimentação deve ser no pós-treino. Os resultados são mais assertivos a quem pratica musculação e deseja manter ou ganhar massa magra.

Aqui também existe a regra de que é preciso queimar mais calorias do que as ingeridas por dia. Por isso, é importante realizar atividades físicas, senão, o jejum não vai ajudar com a perda de peso.

Ou seja, mesmo ficando sem comer por horas, é necessário queimar mais calorias do que as ingeridas na janela de alimentação.

Protocolo 20 a 22 horas de jejum

Há também o protocolo em que a pessoa faz jejum por 20 a 22 horas e se alimenta nas demais horas do dia. Para esse método, recomenda-se que seja feita uma refeição gigante por dia, quando a janela alimentar é de duas ou quatro horas.

Nesse caso, indica-se que a refeição escolhida para ser feita seja o jantar. Recomenda-se ainda realizar a atividade física em jejum, bem como ingerir legumes ou frutas leves durante o dia se for necessário.

Protocolo 24 horas de jejum ou 5:2

Existe ainda a metodologia em que se fica um dia inteiro sem comer, quando é possível fazer as refeições apenas no dia seguinte. No caso do jejum de 24 horas, o aconselhado é que ele seja feito até duas vezes por semana, daí a sua denominação 5:2.

Protocolo 36 horas de jejum

Outro protocolo é o de jejum de 36 horas, quando também é indicado fazer o jantar como última refeição. No entanto, é bastante extremo e, por isso, é recomendado para apenas algumas pessoas, inclusive, que precisam tratar doenças.

Também não serve para quem deseja ganhar massa magra.

Recomendações para a dieta do jejum intermitente

Embora existam algumas linhas de raciocínio que indicam que nada deve ser ingerido durante o jejum, nem mesmo água, outras afirmam que a água e outros líquidos podem sim ser consumidos.

É caso do café e do chá sem açúcar. No caso dos chás, os melhores são o de gengibre, de hibisco e o chá verde. Quanto ao café, ele é um grande aliado e deve ser consumido porque colabora ao reduzir o apetite, tornando o jejum mais fácil de seguir.

Além disso, as horas dormidas podem e devem ser incluídas no período do jejum, o que facilita a realização dessa dieta. Até os defensores e adeptos do método dizem que é para ouvir o corpo e se a fome estiver grande é melhor interromper o jejum.

Quais os tipos de cardápio

O cardápio da dieta do jejum intermitente vai depender de qual protocolo a pessoa está seguindo, sendo que de forma geral é necessário ingerir alimentos saudáveis durante as janelas de alimentação.

O melhor é que estejam presentes nesses momentos as fontes de carboidratos, de proteínas e de gorduras, bem como alimentos ricos em minerais e vitaminas, os quais são encontrados, em especial, nos legumes, verduras e frutas.

Dessa forma, você pode comer cereais integrais como fontes de carboidrato. A proteína pode ser obtida por meio de todos os tipos de carnes, dos laticínios, dos ovos e das leguminosas (feijão, lentilha, grão de bico, etc).

O que mais não pode faltar na dieta JI

A gordura também se obtém dessas fontes, bem como das sementes, como da linhaça, das oleaginosas (castanhas, nozes, amendoins e outros), do azeite de oliva, do abacate e de outras fontes.

Mesmo que todos os nutrientes sejam importantes para na dieta do jejum intermitente, recomenda-se que haja uma diminuição no consumo dos carboidratos e um aumento na ingestão de alimentos que sejam fontes de gorduras boas.

Nesse sentido, essa dieta se assemelha em muito à dieta Paleo, também chamada de Paleolítica, uma vez que baseia o seu cardápio no que os homens das cavernas comiam. Naquele período da história, as fontes de proteína eram o principal nutriente das refeições.

Apenas com o advento da agricultura, muito tempo depois, foi que os grãos começaram a ser cultivados. Fazer a dieta do jejum intermitente, portanto, incluindo os preceitos da dieta Paleo, é uma forma de se inspirar na vida dos homens da caverna, quando a sua alimentação era totalmente natural.

Dicas para fazer a dieta do jejum intermitente

Uma dica para se adaptar ao novo cardápio é com mudanças gradativas, assim, quem tem dificuldade em deixar de lado os alimentos ricos em carboidratos pode começar escolhendo uma refeição para não consumi-los.

Da mesma forma, é importante reduzir o consumo de açúcar, que também se trata de um carboidrato. Quando ambos são ingeridos, os níveis de insulina aumentam para controlar a glicose na corrente sanguínea, porém, isso acaba ocasionando mais fome.

Portanto, ao reduzir o consumo de alimentos ricos em carboidrato e os doces, é possível sentir menos fome, assim, vai ficar mais fácil de fazer um jejum prolongado. E mais, as fontes de proteína aumentam a saciedade.

A importância da alimentação adequada na dieta

Isso significa que se você comer mais desses alimentos nas refeições a sua fome estará saciada por um período maior de tempo. Nem todos os defensores desse método de emagrecimento ressaltam a importância de se alimentar nas janelas de maneira adequada.

Mas é importante evitar os produtos industrializados, como biscoitos, bolachas, refrigerantes, sucos de caixinha, água com sabor, molhos prontos, temperos industrializados, comidas congeladas e pré-prontas, embutidos, chocolates, doces e tantos outros.

Fala-se, inclusive, de uma “alimentação livre”. No entanto, para evitar o déficit de nutrientes e outras complicações para a saúde, o melhor é garantir que as refeições sejam ricas em alimentos frescos e menos processados.

Recomendações conforme o protocolo escolhido

Quem vai fazer a dieta do jejum intermitente de 16 horas pode ficar sem tomar o café da manhã, se acordar sem fome, ou se não tiver acesso a alimentos saudáveis. Quem faz essa dieta afirma que é mais fácil de segui-la se não fizer essa refeição do dia.

Já quem optar pelo protocolo de jejum intermitente por 24 horas, pode comer livremente ao longo de cinco dias da semana, fazendo dois dias se jejum, os quais não devem ser consecutivos.

Já que os protocolos para esse método de emagrecimento consideram a importância dos treinos para que se atinjam os objetivos desejados, é permitida e até mesmo indicada a utilização de suplementos termogênicos, inclusive, a quem realizar atividades de alta intensidade.

No protocolo de 16 horas de jejum, quando a janela de alimentação é de oito horas, podem-se fazer duas refeições diárias, sendo que cada uma delas deve contar com metade das calorias indicadas para consumo diário.

Dieta Do Jejum Intermitente

Jejum intermitente emagrece?

Mesmo quem não aconselha a dieta do jejum intermitente afirma que sim, esse método pode emagrecer. No entanto, ressaltam que para nem todo mundo o método pode funcionar ou ser a melhor opção para a perda de peso.

Além disso, há quem diga, inclusive, os adeptos do jejum, que os resultados desse método de emagrecimento são bastante parecidos com os obtidos por meio da reeducação alimentar. Desse modo, o aconselhado é que a pessoa escolha a forma de perder peso que melhor se adapte a sua vida.

Mesmo oferecendo resultados positivos, a dieta do jejum intermitente, de maneira semelhante a tantas outras dietas da moda, muitas vezes, promovidas pelas celebridades, não necessariamente contam com resultados duradouros.

Isso significa que o indivíduo que perder peso com o jejum pode ganhar de volta todos os quilos eliminados se ao final da dieta voltar ao mesmo tipo de alimentação de outrora. Além disso, nem todo mundo consegue viver fazendo jejum.

Isso torna inevitável voltar aos antigos hábitos. Nesse sentido, outro problema da dieta do jejum intermitente é que ela não ensina os seus adeptos a ter um cardápio saudável e equilibrado.

A consequência é que fica impossível que os resultados obtidos com a perda de peso se mantenham ao longo do tempo, trazendo frustração e desânimo.

Contraindicações da dieta JI

Por mais que pareça atraente, a verdade é que nem todas as pessoas podem fazer a dieta JI. Além de crianças, adolescentes e idosos, ela é totalmente contraindicada a gestantes e a mulheres que estejam amamentado os seus filhos.

No caso da gravidez, a alimentação equilibrada e saudável é fundamental para a formação completa do feto, caso contrário, pode haver problemas de malformação. A JI Também é contraindicada a quem é diabético ou é portador de outras doenças relacionadas à alimentação.

Não é uma dieta indicada ainda para pessoas que passam por quadros de hipoglicemia quando ficam muitas horas sem se alimentar. Quando isso acontece, os principais sintomas são mal estar, dor de cabeça, irritabilidade, tremor, tontura, oscilação de humor e do sono e até mesmo confusão mental e a perda da consciência.

Cuidado ao fazer a dieta JI

Mesmo que estejam previstas as atividades físicas nos protocolos da dieta, especialistas não recomendam treinos, muito menos intensos, durante os períodos de jejum. Nesse caso, são ainda mais comuns os quadros de mal estar, semelhantes aos da hipoglicemia.

Todos eles levam a uma grande falta de energia, até mesmo para desempenhar as atividades cotidianas do dia a dia. A restrição calórica pode levar ainda à diminuição da densidade óssea e da resistência do sistema imunológico.

Além desses, existem outros efeitos colaterais que foram apontados, inclusive, em mulheres que fizeram a dieta do jejum intermitente. Algumas delas apresentaram piora em relação à sensibilidade à insulina, que pode levar à diabetes.

Também é de extrema importância que a pessoa que aderir à dieta JI esteja com ótimo estado de saúde. Por isso, além de conversar com o seu médico para que ele dê a sua opinião sobre fazer ou não essa dieta, é necessária que essa consulta sirva para fazer um check-up.

Com uma avaliação médica clínica e mesmo com a realização de alguns exames é possível se certificar que não existam problemas de saúde.

Conclusão

Como você pode ver, existem muitas opiniões polêmicas sobre a dieta do jejum intermitente, bem como dados que se contradizem, uma vez que não existem pesquisas suficientes para embasar esse método de emagrecimento.

Porém, cabe a você decidir se essa dieta é uma boa opção ou não ao se estilo de vida. Conforme a maneira como você lida com a alimentação pode ser que encontre vantagens em realizar os jejuns por tempo prolongado.

Você também deve avaliar o quão difícil poderá ser ficar um longo tempo do dia sem comer e, assim, concluir que não vai trazer os benefícios esperados, uma vez que as desvantagens se ressaltam aos possíveis benefícios que o método pode trazer.

De qualquer forma, é importante ter em mente que a alimentação é um dos aspectos mais importantes da vida e que, por isso, seja comendo a cada três horas seja ficando sem comer por muitas horas e depois comendo tudo de uma só vez, o mais importante é optar por um cardápio realmente nutritivo.

E o mais importante

É necessário dizer ainda que, independente da sua escolha, o que não pode acontecer é optar por uma ou por outra dieta só porque as celebridades estão dizendo que as seguem. É fundamental fazer uma avaliação racional, colocando os pós e os contras na balança.

Se você gostou de ler essas informações e aprender mais sobre a dieta do jejum intermitente, então, vai querer, certamente, receber mais conteúdos com dados relevantes para a sua vida e bem estar.

Desse modo, você está convidado a se cadastrar em nossa lista VIPs de e-mails para receber as melhores dicas práticas sobre emagrecimento saudável.

11 Receitas de Suco Detox Para Emagrecer Definitivamente Você

11 Receitas de Suco Detox Para Emagrecer Definitivamente Você

Você que deseja perder peso com saúde pode incluir na sua rotina as diferentes receitas de suco detox para emagrecer. Confira as receitas mais deliciosas e conheça todos os seus benefícios.

Os sucos emagrecedores, como diz o próprio nome, são bebidas deliciosas que podem colaborar muito com os seus planos de perder peso sem perder de vista a saúde. As receitas de suco detox para emagrecer são diversas, já que muitos ingredientes podem ser combinados.

Desse modo, todo o dia você pode preparar uma bebida diferente, saborosa e refrescante. Além de ajudar a perder peso, os sucos desintoxicantes possuem muitos outros benefícios para o organismo.

Entre eles, a disponibilidade de fibras, já que as frutas, legumes e verduras usadas nas receitas são ricos nesse nutriente e em muitos outros. Isso é apenas uma parte de todas as vantagens que os sucos emagrecedores têm a oferecer.

Quer saber mais?

Então confira as deliciosíssimas 11 receitas de suco detox que separamos para você se esbaldar. Conheça todas elas lendo o artigo até o final e tenha uma vida mais saudável sem perder o sabor. Vamos lá!

Índice do conteúdo: [[Exibir]]

Por que sucos emagrecedores?

O suco detox para emagrecer é um excelente aliado da perda de peso por uma série de motivos. Um deles é o fato de ser feito com alimentos diuréticos, que ajudam a reduzir a retenção de líquidos, uma das principais razões para o inchaço do abdômen.

Não raro é a barriga inchada que causa a insatisfação de homens e mulheres que desejam perder peso. Embora na região também possa haver gordura, que deve ser queimada, eliminar os líquidos ali retidos é o primeiro passo para chegar ao peso ideal, uma vez que esses líquidos acumulados refletem no peso da balança.

Ao eliminar os líquidos retidos, o organismo sofre uma desintoxicação, daí o nome de suco detox. Outro motivo para essas bebidas ajudarem a emagrecer é que as frutas, legumes e verduras com as quais são feitas são fontes de fibras.

Esse nutriente é fundamental ter no cardápio diário, pois os alimentos que o possuem saciam a fome por mais tempo. Isso significa que depois de consumi-los você vai demorar mais para ter que comer de novo, uma vez que a sua sensação de saciedade é maior.

Mas não é só isso…

O importante papel das fibras

E mais, os ingredientes de qualquer suco detox para emagrecer são ricos em vitaminas e minerais. Esses nutrientes ajudam em muito no bom funcionamento do organismo e quando ele está trabalhando de maneira adequada se torna mais rápida a perda de peso.

Outro motivo pelo qual os sucos desintoxicantes ajudam a emagrecer é porque o limão sempre pode estar presente entre os ingredientes. Essa fruta é um alimento termogênico, ou seja, ajuda a queimar as calorias.

Isso acontece porque o limão, assim como a canela, o alho, o pimentão, a pimenta e outros alimentos, depois que são ingeridos fazem com que o corpo comece a trabalhar mais rápido. Isso significa que eles aceleram o metabolismo e, por consequência, a queima de calorias.

Quais os benefícios do suco detox?

Todos os motivos que fazem o suco detox para emagrecer ser um grande aliado da perda de peso são também os seus benefícios. Por isso, mesmo quem não precisa perder peso pode incluir essas bebidas na sua rotina diária.

Além disso, não só quem está com o peso ideal, mas àquelas pessoas que precisam ganhar peso podem usufruir dos benefícios dessa bebida. Isso porque os sucos detox são extremamente saudáveis.

Eles possuem uma alta carga de nutrientes, indispensável a todas as pessoas, sem contar que são muito fáceis de preparar.

Embora existam produtos contendo o suco, que são bastante práticos de beber, o suco detox para emagrecer pode ser feito com praticamente todo o tipo de legume, verdura e fruta, ou seja, com alimentos que provavelmente você tenha em casa.

Além desses vegetais, é preciso ter um liquidificador e, para dar o toque final ao sabor, alguns ingredientes extras, todos fáceis de comprar, com preços acessíveis, que também vão agregar ainda mais saúde as suas receitas.

11 Receitas de suco detox para você turbinar sua saúde

Receita 1 – Suco detox de couve

Ingredientes:

  • 3 folhas de couve
  • 1 maçã
  • Suco de 1 limão
  • 1 copo de água (300 ml)

Modo de preparo:

Para fazer o suco detox para emagrecer de couve é importante lavar bem todos os ingredientes. Você pode deixar a maçã com casca, sendo importante picar bem a fruta e a couve para facilitar o processo.

Depois, basta colocar todos os ingredientes no liquidificador e bater até que se torne um líquido homogêneo. Ao final, você pode coar o suco e acrescentar cubos de gelo para deixar a bebida bem refrescante.

O suco detox não precisa ser adoçado, o que nem é indicado, ainda mais se você deseja emagrecer. Mesmo assim, o seu sabor é gostoso, porque o doce da maçã e o cítrico do limão neutralizam a couve, que fica com um paladar suave.

Receita 2 – Suco detox verde

Ingredientes:

  • 1 folha de couve
  • 1 talo de folhas de espinafre
  • 1 pepino
  • Suco de 2 laranjas
  • 3 rodelas de gengibre
  • 1 copo de água (300 ml)

Modo de preparo:

Para fazer o suco detox verde é preciso lavar bem todos os ingredientes em água corrente. Você pode deixar o pepino com a casca, podendo ser ele o do tipo japonês ou o comum. É indicado cortar todos os ingredientes em pedaços, a fim de tornar o processo mais rápido.

Depois, é necessário colocar todos os ingredientes no liquidificador e bater até que se torne uma mistura homogênea. Ao final, é preciso coar o suco e acrescentar cubos de gelo para deixar a bebida mais refrescante, inclusive, se estiver calor.

O suco detox não precisa ser adoçado, ainda mais se você escolher laranjas bem maduras e doces, que ao se combinarem com as folhas verdes vão proporcionar um sabor delicioso. Além disso, o gengibre dá o toque final à receita.

Receita 3 – Suco detox com abacaxi

Ingredientes:

  • 3 fatias de abacaxi
  • 1 maço de agrião
  • 1 colher de linhaça
  • 1 talo de hortelã
  • 200 ml de água de coco

Modo de preparo:

No suco detox para emagrecer de abacaxi, todos os ingredientes devem ser bem lavados. Depois, basta cortar em pedaços as fatias de abacaxi e picar o agrião e a hortelã e colocar tudo no liquidificador.

É preciso deixar bater bem no liquidificador até que se torne um líquido homogêneo. Se achar necessário, coe o suco, quando ele estiver bem fino, nem é necessário. Essa é mais uma receita que não precisa adoçar, ainda mais se o abacaxi estiver bem maduro.

Por isso, escolher frutas maduras é sempre a melhor opção, elas são mais doces e o suco fica mais gostoso. Se você não tiver água de coco, pode trocar por leite de coco ou água, sendo possível ainda variar, para sempre beber sucos desintoxicantes diferentes.

A linhaça aqui é o truque da receita, uma semente extremamente saudável que não vai influenciar muito no sabor, apenas deixar a bebida mais nutritiva.

Receita 4 – Suco detox com melancia

Ingredientes:

  • 1 fatia de melancia
  • 2 folhas de couve
  • 1 ramo de salsinha
  • 100 ml de leite de coco

Modo de preparo:

Para fazer o suco detox com melancia, basta lavar bem todos os ingredientes, remover a casca da fruta e cortá-la em pedaços. A couve e a salsinha pode ser picada para facilitar o procedimento.

Na sequência, levar todos os ingredientes para o liquidificador e deixar bater até que se torne um líquido homogêneo. Ao final, coe o suco e acrescente cubos de gelo se preferir. O suco detox não precisa ser adoçado e nem precisa, pois devem ser usadas frutas maduras e doces.

No entanto, se você quiser adoçar, o recomendado é que sejam usadas apenas algumas gotas do adoçante natural stevia. Não é indicado usar os adoçantes artificiais, pois não fazem bem para a saúde. Outra opção é usar o açúcar mascavo.

Receita 5 – Suco detox com gengibre

Ingredientes:

  • 3 rodelas de gengibre
  • 1 maço de folhas de chicória
  • 1 maracujá
  • 1 colher de chia
  • 1 copo de água (300 ml)

Modo de preparo:

No suco detox para emagrecer com gengibre é importante lavar bem todos os ingredientes. Depois, basta colocá-los no liquidificador e bater até que se torne uma mistura homogênea.

Ao final, você pode coar o suco e acrescentar cubos de gelo para deixar a bebida bem refrescante. O suco detox não precisa ser adoçado, o que nem é indicado, ainda mais se você precisa perder peso.

Mesmo assim, o seu sabor é delicioso, já que o gengibre oferece um frescor e junto com o suco do limão neutraliza o amargor da chicória. Se o maracujá estiver bem maduro ele também ajuda a reduzir o amargor e confere um sabor doce à receita.

Já a chia não altera o paladar da bebida, mas confere a ela uma alta carga de nutrientes. Por isso, essa receita é indicada quando se quer ingerir um suco que vai ajudar a saciar a fome por mais tempo.

Receita 6 – Suco detox de cenoura

Ingredientes:

  • 1 cenoura
  • 1 pera
  • 1 colher de aveia
  • 300 ml de água de coco

Modo de preparo:

Para fazer o suco desintoxicante de cenoura basta lavar bem todos os ingredientes. Você pode deixar a cenoura e a pera com casca, sendo importante picar bem ambos para agilizar o preparo.

Após, despeje todos os ingredientes no liquidificador e bata bem até que tudo esteja triturado e transformado em um líquido homogêneo. Em seguida, já é possível coar o suco e acrescentar cubos de gelo para deixá-lo refrescante.

Se a pera estiver bem madura, o suco detox não precisa ser adoçado. Mas se for preciso, prefira o adoçante natural stevia ou açúcar mascavo. Essa receita é bastante nutritiva, já que conta com ingredientes que saciam a fome por mais tempo.

Receita 7 – Suco detox de beterraba

Ingredientes:

  • 1 beterraba
  • 1 talo de salsão
  • 1 fatia de melão
  • Suco de 1 limão
  • 1 copo de água (300 ml)

Modo de preparo:

No suco detox para emagrecer de beterraba começa-se lavando bem todos os ingredientes, retirando a casca da beterraba e do melão e, depois, cortando tudo em pedaços pequenos.

Em seguida, todos os ingredientes devem ir para o liquidificador e baterem até que se torne uma mistura homogênea. Ao final, o suco pode se coado e adicionado cubos de gelo se o dia estiver quente.

O suco detox não precisa ser adoçado se o melão estiver bem maduro e doce. No entanto, se for preciso, prefira usar apenas uma colher de açúcar mascavo ou algumas gotas de adoçante stevia.

Receita 8 – Suco detox com morango

Ingredientes:

  • 5 morangos
  • 5 folhas de alface
  • 3 rodelas de gengibre
  • 1 copo de água (300 ml)

Modo de preparo:

Para fazer o suco detox de morango é preciso lavar bem todos os ingredientes e já colocá-los no liquidificador. Deixe batendo até que se torne um líquido homogêneo. Se for preciso, coe o suco e acrescente pedras de gelo. Você também pode usar água gelada para a receita.

Escolha morangos bem maduros, assim, o suco detox não precisa ser adoçado, o que nem é indicado, ainda mais se você deseja emagrecer. A água pode ser trocada por água de coco e mesmo leite de coco.

Receita 9 – Suco detox antes de dormir

Ingredientes:

  • 1 pepino
  • 5 folhas de alface roxa
  • 1 maçã
  • Suco de 1 limão
  • 1 copo de água (300 ml)

Modo de preparo:

Para fazer o suco detox antes de dormir, todos os ingredientes devem ser bem lavados. Você pode deixar a maçã com casca, sendo importante picar bem a fruta, assim como o pepino. A alface você pode apenas quebrar com as mãos em duas partes.

Depois, basta colocar todos os ingredientes no liquidificador e bater até que se torne um líquido homogêneo. Em seguida, você pode coar, se necessário, e adicionar pedras de gelo para deixar a bebida refrescante nos dias quentes.

O suco detox não precisa ser adoçado, inclusive, se for usada uma maçã bem madura para a receita. Além disso, nem é indicado, se você quer perder peso. Porém, se for preciso, use adoçante natural stevia ou mascavo.

Essa receita é ideal para beber antes de dormir porque é bastante leve, sem ingredientes pesados. Morango e chicória são outras opções leves para quem deseja beber o suco detox para emagrecer antes de se deitar.

Receita 10 – Suco detox amarelo

Ingredientes:

  • 3 fatias de manga
  • 3 folhas de couve
  • 1 colher de chia
  • 1 copo de água (300 ml)

Modo de preparo:

Para fazer o suco detox amarelo é importante lavar bem todos os ingredientes e cortar em pedaços pequenos de manga e picar a couve. Na sequência, os ingredientes podem ser levados no liquidificador, onde devem bater até que se torne uma mistura homogênea.

Depois, você pode coar o suco e acrescentar cubos de gelo para deixar a bebida fresca. Se a manga estiver bem doce e madura, não é preciso adoçar o suco detox, o que é especialmente importante a quem quer perder peso.

Ao invés de chia pode ser usada a linhaça ou mesmo a aveia, além disso, a água pode ser substituída por água de coco e mesmo leite de coco. Porém, esse último é mais calórico e deve ser consumido com moderação.

Nessa receita é possível acrescentar também rodelas de gengibre ou o suco de um limão, que combinam com praticamente todas as receitas. Ambos podem ser usados juntos também, deixando o suco ainda mais saboroso.

Receita 11 – Suco detox antes do treino

Ingredientes:

  • 1 beterraba ou 1 cenoura
  • 2 pêssegos
  • 1 colher de linhaça
  • 1 xícara de chá verde (200 ml)

Modo de preparo:

Para fazer o suco detox antes do treino, os ingredientes devem ser lavados muito bem e terem a sua casca removida. O próximo passo é picar a fruta e o vegetal em pedaços pequenos, sendo que todos os ingredientes devem ser levados em seguida ao liquidificador.

Depois que eles forem bem batidos, tornando-se uma mistura homogênea, o suco pode ser coado e receber gelo para ficar bem fresco. Se a sua ideia é a de emagrecer, o melhor é não adoçar, o que nem é preciso ser feito, desde que os pêssegos estejam bem doces.

O chá verde é termogênico, ou seja, acelera o metabolismo, o que promove um maior gasto calórico. Por isso, é ideal entrar na receita de quem vai beber o suco detox antes de iniciar o seu treino, o que vai permitir um maior nível de perda de calorias.

Também é importante escolher opções mais nutritivas, como a cenoura ou beterraba, que conferem maior teor de energia ao organismo, o que é essencial para o treinamento físico. A linhaça, que pode ser substituída pela chia e mesmo pela aveia, é outro ingrediente que ajuda nesse sentido.

Receitas de Suco Detox Para Emagrecer

Onde comprar suco detox

Produto físico

Existe suco detox para emagrecer em pó, o qual deve ser diluído em água. Ele pode ser encontrado em lojas de produtos naturais e de suplementos alimentares. Há também restaurantes e bares que preparam o suco desintoxicante na hora, com ingredientes frescos.

Já que se trata de receitas fáceis de preparar, o mais indicado é que você prefira os sucos naturais, feitos com vegetais frescos. Porém, a quem optar pelos produtos industrializados é indicado ler bem a sua composição.

Em geral, os suplementos alimentares em pó contam com ingredientes a mais, os quais nem sempre são aconselháveis aos objetivos que você procura em um produto. Já para preparar os sucos emagrecedores com legumes, verduras e frutas, o melhor é adquiri-los em feiras.

Dessa forma, é possível comprar diretamente dos produtores. Existem ainda as feiras e lojas de alimentos sem agrotóxico, os orgânicos, os quais são outras opções saudáveis para fazer os seus sucos detox com total qualidade e segurança alimentar.

Programa online

Sucos Detox – As 50 Receitas que me fizeram emagrecer

O programa online de emagrecimento Dieta do suco verde foi desenvolvido por uma nutricionista experiente e especializada em receitas detox. O seu programa é o resultado de anos de experiência e de muita pesquisa.

Aderindo à Dieta do suco verde, você vai ter acesso a nada mais a nada menos do que um e-Book com 50 receitas deliciosas. Se você gostou das 11 receitas que selecionamos, imagina como pode ficar variado o seu cardápio ao conhecer outras 50 receitas?

São receitas rápidas e práticas de sucos e shakes com sabores variados. Além disso, todas elas foram criadas com a preocupação de contar com alimentos que possuam propriedades antioxidantes e termogênicas.

Essas propriedades são essenciais para quem precisa perder peso rapidamente, mas sem deixar de lado a saúde.

Com a Dieta do suco verde é possível turbinar o seu metabolismo, lembrando que o metabolismo lento é um dos maiores inimigos da perda de peso.

Outra vantagem das receitas desse programa é que elas conferem muita energia para o dia a dia e, por consequência, mais disposição para as atividades cotidianas.

Quais mais vantagens o programa oferece

Esse programa é eficiente para quem deseja combater o efeito sanfona. Isso é consequência de emagrecer e engordar com facilidade, o que é causado por dietas que não oferecem os resultados prometidos.

Mas com ele é possível sim perder peso no longo prazo, pois é baseado em receitas que não deixam ninguém passar fome, até porque o emagrecimento saudável deve contar com refeições nutritivas e saborosas.

Quem aderir a essa dieta vai ganhar também um e-book com 56 páginas explicando como funciona o preparo dos sucos e shakes emagrecedores e quais os melhores ingredientes a serem usados em cada situação.

Esse conteúdo conta ainda com dicas para conservar os vegetais de modo adequado. O programa ajuda, inclusive, a fazer substituições, assim, caso você não tenha em casa algum dos ingredientes de uma receita, não tem problema.

Sempre existem outros alimentos que podem ser usados, sem prejudicar o preparo do seu suco desintoxicante. Já que para fazer a Dieta do suco verde é preciso organização, o programa colabora nessa hora dispondo de uma lista de compras.

Ela vai ajudar você a fazer um checklist com todos os ingredientes das receitas. Desse modo, você não corre o risco de esquecer-se de algo e ainda economiza tempo. Existe mais um presente para quem ingressa no programa.

Módulos do Programa

É um super bônus: o Curso Online Sucos Detox na Prática. Ele é dividido nos seguintes módulos:

  • Módulo 1 – Como Este Curso e os Sucos Podem Mudar Sua Vida.
  • Módulo 2 – Diferenças Entre Sucos e Shakes – Qual é o Melhor para Você?
  • Módulo 3 – Sucos Detox – Preparando Sucos Com Agilidade e Sem Desperdício.
  • Módulo 4 – Shakes Detox – Como fazer Shakes Emagrecedores.
  • Módulo 5 – Como Fazer Boas Escolhas e Economizar os Alimentos.
  • Módulo 6 – Saiba Como Emagrecer com os Sucos e Shakes.

Dicas para consumir o suco detox no dia a dia

O suco detox para emagrecer pode fazer parte do seu dia a dia. Para não se cansar dele, entretanto, é mais do que importante sempre apostar em receitas diferentes.

As pessoas que conhecem esses sucos, não raro, se espantam com as receitas que têm legumes e verduras.

No entanto, todos os vegetais podem fazer parte das receitas e engana-se quem pensa que o seu sabor não fica delicioso. Com a combinação de frutas maduras, é possível conferir um sabor doce para a bebida e amenizar o amargor que alguns legumes possuem.

O gengibre e o suco de limão também são essenciais na hora de deixar o suco detox mais saboroso. O mesmo pode ser dito da água de coco e do leite de coco, por isso, inclui-los nas receitas garante muita gostosura ao seu paladar.

Não se esqueça de incluir nas receitas as sementes, como a de linhaça e a de chia, bem como a aveia. Todos esses ingredientes deixam a bebida mais nutritiva, o que é ideal para ingerir antes do treino ou quando é preciso aumentar a sua saciedade.

Cuidados ao incluir os sucos detox na sua vida

Embora os sucos detox para emagrecer sejam muito saudáveis, pois contam com alta carga de nutrientes, não devem ser bebidos com exagero. Nada que é consumido em demasia faz bem, nem mesmo os alimentos mais saudáveis.

Por isso, é importante incluir os sucos desintoxicantes de forma moderada no seu cardápio, inclusive, evitar usar todas as vezes que fizer os sucos o leite de coco e a aveia, por exemplo, ainda mais se você quer perder peso.

Também é necessário manter uma alimentação saudável e equilibrada no seu dia a dia, ou seja, não basta beber suco todos os dias, é essencial ingerir alimentos sólidos. A melhor maneira de emagrecer é combinando com inteligência os sucos e as demais refeições do dia.

Continue comendo vegetais

Não é recomendado ainda deixar de comer os vegetais em outras refeições. Isso é, mesmo bebendo os sucos com frequência, você deve mastigar legumes, frutas e verduras, sendo que a mastigação é uma parte muito importante da digestão.

Por fim, outro cuidado é o de reduzir o consumo de produtos industrializados, que não costumam ser as opções mais saudáveis. Assim, evite as comidas congeladas, pré-prontas, bolachas, biscoitos, cereais matinas (industrializados) e outros.

O mesmo serve para as bebidas, além dos sucos é importante beber água e chás, consumindo com moderação o café e evitando os refrigerantes, sucos de caixinhas, etc. Nada substitui a água e, por isso, você deve continuar ingerindo dois litros por dia.

E mais, é preciso preparar o suco e consumi-lo logo em seguida, sem guardá-lo, o que vai fazer com que perca os seus nutrientes, além de alterar o seu sabor.

Como perder peso com o suco detox

Agora que você já conhece muitas receitas de suco detox para emagrecer pode começar hoje mesmo a inclui-los no seu cardápio. Além das receitas vistas aqui, você pode fazer as suas próprias, combinando as frutas com os legumes e verduras que mais gosta.

A dica é que o suco tenha ao menos uma fruta e uma verdura, sendo que você pode incluir mais de uma variedade em uma mesma receita. O mais importante é variar sempre e seguir todas as dicas, recomendações e cuidados desse artigo.

Como você viu, os sucos detox conferem muito sabor à vida, tirando da mente aquela ideia de que as dietas para emagrecer devem ser sofridas, com alimentos sem graça e sempre comendo a mesma coisa.

Além disso, com os sucos desintoxicantes fazendo parte do seu cotidiano, você vai descobrir como todas as verduras possuem a sua importância na dieta, pois são versáteis e podem ser consumidas de formas diferentes, inclusive, sendo bebidas.

Recadinho final

Não perca mais tempo com dietas que são tediosas e difíceis de fazer, porque exigem sacrifícios desnecessários.

Além de não serem saudáveis, nem sempre cumprem o que prometem, pois quando a dieta chega ao fim você ganha os pesos perdidos de volta.

Com uma dieta que reúne as mais diversas receitas de suco detox para emagrecer, você consegue prolongá-la, fazendo com que os bons hábitos alimentares se tornem parte da sua vida. Com isso, você vai ter resultados de emagrecimento duradouros.

Gostou das receitas de suco detox? Se a resposta for afirmativa, é bem provável que você queira obter mais informações para perder peso sem passar fome e com muito sabor, não é mesmo?

Então, você está convidado a se cadastrar em nossa lista VIP de e-mails para receber as melhores dicas práticas sobre emagrecimento saudável. Cadastre-se e obtenha muito conhecimento para tomar as melhores decisões que vão levar você ao pleno bem estar.

Usar Cinta Abdominal Ajuda a Perder Barriga? Guia Revela Tudo Agora

Usar Cinta Abdominal Ajuda a Perder Barriga? Guia Revela Tudo Agora

Muitos homens e mulheres sempre estão em busca de um corpo mais bonito e atraente, tanto para sentirem-se bens consigo mesmos quanto para ajudar na hora da conquista. Hoje em dia, é vendido um grande número de produtos que garantem o emagrecimento rápido. Veja:

Eles prometem, inclusive, a perda dos quilinhos a mais na região do abdômen, famoso por facilmente acumular as gordurinhas localizadas, que tanto incomodam e são mais difíceis de perder, principalmente, após a chegada à casa dos 30 anos.

Um acessório bastante procurado, especialmente, pelo público feminino, é a cinta abdominal.

Atualmente, ela é facilmente encontrada, tanto em lojas de lingerie e demais peças de vestuário quanto em lojas especializadas.

Mas, afinal, será mesmo que usar cinta abdominal ajuda a perder barriga?

Para saber qual a resposta dessa pergunta, reunimos todas as informações sobre o assunto, as quais vão ajudar você a decidir se vale a pena investir em uma cinta de barriga.

Confira as dicas lendo esse artigo até o final e tire todas as suas dúvidas a respeito do tema.

Vamos lá!

Conheça Cinta Abdominal Vibratória Redutor de Medidas

Índice do conteúdo: [[Exibir]]

Será mesmo que cinta para perder barriga funciona?

Ter uma cintura fina é o desejo de muitas mulheres que sabem como essa é uma característica valorizada esteticamente.

No entanto, também é importante para a saúde evitar que os quilinhos a mais se acumulem ao redor do abdômen.

Vale lembrar que a gordura, quando se torna excessiva nessa região, é considerada um fator de risco para muitas doenças, como os problemas de coração, diabetes, pressão alta e outros.

Isso porque a gordura abdominal, também chamada de gordura visceral, prejudica o bom funcionamento dos órgãos internos.

Claro que existe uma grande diferença entre estar com alguns quilinhos a mais na região da cintura e estar com excesso de gordura a ponto de se tornar perigosa para a saúde.

No entanto, quem possui propensão a ganhar peso na região do abdômen deve desde cedo se cuidar.

E, então, usar cinta ajuda perder barriga?

A verdade é que a cinta abdominal pode auxiliar a modelar a cintura, sendo que ela é um acessório que comprime o abdômen, deixando-o mais liso, mas isso acontece apenas enquanto a pessoa estiver usando a cinta.

Mesmo as cintas de barriga para uso prolongado, que prometem a redução de medidas, conseguem somente remodelar a cintura, sem que haja uma perda de peso.

De qualquer forma, ela é útil e pode ajudar a alcançar os objetivos desejados quando tiver como aliados uma alimentação saudável e as atividades físicas. Veja:

Alimentação equilibrada e exercícios físicos

A questão é que perder os quilinhos a mais de partes do corpo específicas, de maneira isolada, não é possível, nem mesmo quando se trata em reduzir as medidas da cintura.

O que pode ser feito sim é aliar um cardápio equilibrado com a prática de exercícios físicos.

Uma alimentação de qualidade vai evitar o ganho de peso e até mesmo a redução no médio prazo dos quilinhos a mais.

Assim, se você ingerir menos calorias do que gasta, causando um déficit calórico, o organismo começa a usar a gordura acumulada como energia.

Para potencializar esse trabalho e conseguir resultados no curto prazo, é importante aliar à rotina as atividades físicas.

Com isso, a queima de calorias será maior porque o corpo estará exigindo muita quantidade de energia.

Portanto, usar cinta para ajudar a perder barriga apenas vai funcionar se além de vestir o acessório por um tempo prolongado você começar a ter uma alimentação saudável e praticar exercícios físicos eficientes que promovam um alto gasto energético.

Conheça Cinta Abdominal Vibratória Redutor de Medidas

Cinta para barriga – tudo que você precisa saber

Já que a preocupação em manter o corpo em forma é prioridade para um grande número de homens e mulheres, a mesma atenção se deve ter ao escolher as técnicas utilizadas para alcançar os seus objetivos.

Informação é o que você tem de mais importante em suas mãos na hora de optar por isso ou por aquilo.

Desse modo, é de extrema necessidade que você esteja muito bem informado sobre tudo o que diz respeito ao uso da cinta abdominal. Veja:

Conheça Cinta Abdominal Vibratória Redutor de Medidas

O que é cinta abdominal?

A cinta abdominal se assemelha a um espartilho, sendo que as de uso prolongado devem ser confortáveis e apertar, mas não de maneira excessiva. Caso contrário, o acessório pode causar problemas de circulação de sangue e até mesmo no sistema respiratório.

Problemas respiratórios podem ocorrer em decorrência da pressão que a cinta faz na parte inferior do tórax.

Além das cintas modeladoras que são usadas por períodos prolongados para afinar a cintura, existem os modelos indicados por médicos.

Eles facilitam a cicatrização e evitam que os pontos internos se abram, após procedimentos cirúrgicos, como a abdominoplastia (cirurgia plástica de remoção de excesso de gordura e de pele do abdômen) ou a cesariana.

Para esses casos a cinta é recomendada porque ela limita a contração dos músculos da região abdominal. Mesmo assim, em geral, não é aconselhado que o acessório seja usado por mais de quatro horas diárias, caso contrário, pode oferecer complicações.

Problemas que o uso incorreto da cinta pode causar

Quando usada por um período excessivo de tempo ou apertada em demasia, a cinta pode prejudicar a contração natural dos músculos do abdômen.

Se isso acontecer quem usa o acessório pode ficar com os seus músculos fracos.

A ironia é que, se usada de forma inadequada, portanto, a cinta pode causar a flacidez na barriga. Ou seja, de nada vai adiantar usar a cinta para deixar a cintura mais fina se a região se tornar flácida.

Por isso é necessário seguir as orientações de uso. No entanto, não são apenas esses os efeitos colaterais de usar o acessório de maneira errônea.

Outros problemas são má digestão e prisão de ventre. Além disso, nunca se deve dormir com a cinta.

Outra ironia de usar a cinta em excesso e muito apertada é que ela pode favorecer o aparecimento de varizes.

Isso pode ocorrer devido ao aumento da pressão intra-abdominal provocada por ela, o que vai resultar na diminuição do retorno venoso, contribuindo para as varizes surgirem.

O que você precisa saber antes de usar cinta

Se você deseja investir no acessório, deve entender bem o seu funcionamento!

A cinta de barriga possui o objetivo de modelar o seu corpo, inclusive, quando estiver usando-a. Além disso, alguns modelos quando vestidos de modo prolongado podem oferecer resultados permanentes.

Mesmo assim, o aconselhado é que todas as pessoas que decidirem usar o acessório busquem orientação de um profissional.

Você pode conversar com o seu médico e pedir a sua opinião, sendo que indivíduos com problemas de coluna ou predisposição a eles deve ter um cuidado redobrado.

Se a cinta for usada de maneira errada, mais apertada do que o normal, pode haver ainda danos na coluna. Por isso mesmo, de forma alguma ela deva ser usada durante as atividades físicas.

Vale lembrar que a melhor maneira de praticar exercícios é com roupas e calçados confortáveis, além de, é claro, estar bem protegida da exposição solar, o que pode ser feito aplicando protetor solar na pele e usando boné ou chapéu e óculos escuros.

Para uma atividade física que proporcione ainda resultados de forma saudável é imprescindível que você esteja bem hidratada.

Quem sair para a rua nos dias quentes para se exercitar deve levar consigo uma garrafinha de água. Porém, o recomendado é evitar os horários mais quentes do dia.

Conheça Cinta Abdominal Vibratória Redutor de Medidas

Cinta ajuda a emagrecer

Quando a cinta de barriga integra uma rotina de bons hábitos, que inclui uma alimentação saudável e equilibrada e a prática de atividades físicas, é possível sim que usar cinta ajuda perder barriga.

No entanto, nesse caso, a cinta é apenas um coadjuvante, ou seja, sozinha não tem o poder de fazer com que quem a use perca os quilinhos a mais indesejados.

A verdade é que até mesmo os exercícios sozinhos não adiantam em nada quando a ideia é emagrecer, principalmente, reduzir as medidas da cintura.

Os abdominais são exercícios muito eficientes e que ajudam a fortalecer os músculos da região do abdômen, mas sozinhos também não emagrece quem os pratica.

A questão é que ao praticar atividades físicas as calorias queimadas estão em diversas partes do corpo.

Não é porque o exercício trabalha mais o abdômen que a perda de peso vai ser localizada, uma vez que a queima calórica acontece de maneira generalizada.

Porém, dependendo do organismo de cada pessoa, a gordura acumulada nas pernas, coxas, bumbum, braços, etc pode ser eliminada primeiro.

Como emagrecer a cintura

Os quilinhos a mais estocados na barriga costumam ser até mais difíceis de perder na medida em que a idade avança.

Isso porque é na cintura onde existe uma tendência maior para a gordura corporal se acumular. Essa é mais uma razão para tornar permanentes os bons hábitos na sua vida.

Nesse sentido, a alimentação ganha um papel importante, pois quando se reduz a quantidade de alimentos ingeridos, ou seja, se consomem menos calorias do que as gastas diariamente promove-se um déficit calórico.

Esse déficit é o que permite o emagrecimento.

No entanto, não se pode apenas focar em comer menos, mas também e até mais importante comer com qualidade. Isso significa que você não precisa contar as calorias dos alimentos, mas sim, dar preferência aqueles aos mais frescos e saudáveis, como as frutas, verduras e legumes.

É necessário ainda que a sua dieta contenha proteínas magras, grãos integrais e sementes, uma vez que todos esses alimentos saciam a fome por mais tempo e isso quer dizer que você não vai sentir fome toda a hora.

Conheça Cinta Abdominal Vibratória Redutor de Medidas

O que evitar para emagrecer

Alimentos industrializados devem ser evitados para perder peso e promover a sua saúde.

Na sua grande maioria são ricos em calorias vazias, as quais são chamadas assim porque não são nutritivas. Por conta disso, depois de pouco tempo que são ingeridas é normal que a fome apareça novamente.

Trocando em miúdos é melhor comer alimentos mais calóricos, desde que saudáveis, do que consumir produtos com poucas calorias e sem valor nutritivo algum.

No final do dia, você vai ter ingerido menos alimentos, porém, mais nutritivos e saudáveis, que saciam mais.

Mesmo conseguindo emagrecer com uma dieta saudável, é importante entender que os exercícios ainda continuam imprescindíveis.

Hoje em dia, é possível escolher entre uma grande variedade de atividades físicas, sem que isso signifique ter que ir à academia.

Tem que ir à academia?

Embora existam muitas pessoas que gostem, a verdade é que é significativo também o número de homens e mulheres que se entendiam ao frequentar a academia, por causa dos movimentos repetitivos.

Além disso, quem tem um dia a dia muito movimentado pode simplesmente não ter tempo. O deslocamento até a academia, a duração da aula e o tempo que se leva até chegar em casa demanda algumas horas.

Existem pessoas que preferem gastar esse período de outra maneira, estando com a família ou mesmo tendo um tempo para si mesmo.

Outro fator que pode atrapalhar a ida à academia é o orçamento, já que nem sempre se consegue encontrar estabelecimentos com preços acessíveis.

De qualquer forma, vale a pena lembrar que existem muitas formas de se exercitar mesmo sem ir à academia.

Caminhadas, andar de bicicleta, correr, pular corda e mesmo dançar são atividades muito saudáveis e eficientes para quem deseja emagrecer.

Além disso, é possível praticar um esporte, arte marcial ou mesmo fazer ioga.

A verdade é que o melhor para o seu corpo são as atividades que lhe proporcionem prazer em praticar. E mais, não é só quem precisa perder peso que deve incluir na sua rotina os exercícios físicos, eles são essenciais para manter não só a boa forma como também a saúde em dia.

Usar cinta diminui a barriga?

Assim como a cinta de barriga sozinha não ajuda a emagrecer, o mesmo acontece com a redução das suas medidas.

Para diminuir o abdômen é preciso que haja perda de peso, o que o acessório não promove de forma direta, mas sim, colabora se existirem outros cuidados.

As cintas modeladoras de uso prolongado podem até dar a impressão de redução da barriga, uma vez que elas ajudam a modelar a cintura, tornando-a mais fina.

Esse efeito costuma ser observado enquanto a pessoa está vestindo o acessório.

Mas ao retirá-lo, tudo volta ao lugar, por outro lado, se você também tiver os cuidados adicionais de uma alimentação saudável e a prática de atividades físicas, a cinta pode potencializar os resultados obtidos com os bons hábitos em sua vida.

Quem deseja deixar a sua barriga lisa deve saber ainda que embora os abdominais ganhem muito crédito por fazerem o trabalho, eles não são os exercícios que mais queimam calorias.

Na verdade, os abdominais são muito eficientes para fortalecer os músculos, evitando a flacidez.

Isso por si só é muito importante para a boa forma, mas para perder os quilinhos a mais é preciso apostar nas atividades aeróbicas, que são aquelas que promovem um alto gasto calórico, como as corridas, subir e descer escadas, pular corda e mesmo caminhar.

Quais os melhor exercícios para emagrecer

O melhor na hora de montar o seu treino é investir em exercícios de diferentes modalidades, que trabalhem partes distintas do corpo.

Além disso, a frequência é fundamental e para a atividade física surtir efeito é preciso que ela seja feita pelo menos três vezes por semana.

Para ter um treino completo, portanto, é importante intercalar os exercícios aeróbicos, com alto gasto calórico, e a ginástica localizada, que vai trabalhar músculos, desenvolvendo-os e fortalecendo.

Nesse sentido, é possível também apostar na musculação.

Mesmo em casa você pode montar um treino bem completo, sendo que hoje em dia por preços acessíveis podem ser adquiridos alteres, tatames e outros acessórios para você se exercitar em casa de forma eficiente e segura.

Já na hora de fazer os abdominais, vale dizer ainda que embora seja o mais conhecido, o abdominal tradicional é o menos eficiente quando comparado aos seus demais tipos.

Os abdominais com elevação de pernas e os laterais são mais indicados para trabalhar os músculos da barriga.

Modelos de cintas para barriga

É possível, atualmente, encontrar muitos modelos de cinta abdominal, como aqueles que se assemelham a espartilhos.

Alguns são para uso prolongado e outros servem para usar esporadicamente.

Os de uso esporádico são perfeitos para quem deseja ir a uma festa com aquele vestido mais justo. Desse modo, ao usar a cinta de barriga o visual fica mais bonito porque tudo fica bem firme e sem marcar a roupa.

Há também as cintas de uso prolongado, que até prometem a redução de medidas, mas como já foi dito só funcionam se os hábitos saudáveis forem agregados ao seu dia a dia.

Existem modelos variados desse tipo de cinta, sendo que eles podem ir dos seios aos joelhos.

Outros modelos menores também estão disponíveis, os quais são indicados ainda para o pós-operatório, quando ajudam na recuperação do corpo.

Nesse sentido, é comum que as mulheres, inclusive, as que passaram por cesariana, o utilizem também, a fim de ajudar os órgãos a voltarem para o lugar.

No entanto, independente do motivo que você tem para usar a cinta para a barriga, o melhor é que haja a orientação de um profissional, uma vez que existem riscos à saúde quando o acessório é utilizado de maneira inadequada ou por um período de tempo excessivo.

Cinta Abdominal Para Perder Barriga Ja

Qual melhor cinta para diminuir barriga?

A melhor cinta de barriga para reduzir a cintura vai depender dos objetivos de cada pessoa que for usá-la.

Quem deseja apenas diminuir a barriga enquanto estiver usando uma roupa mais justa, por exemplo, como um vestido em uma festa pode optar pelas cintas mais simples.

Elas costumam contar com babados e transparências, assemelhando-se a lingeries, e por causa disso mesmo não pode ser usadas com muita frequência, apenas ocasionalmente, em momentos especiais.

Já as cintas que prometem resultados mais duradouros podem ser encontradas de vários tipos também.

Uma delas é a semelhante ao espartilho, com um tecido bem grosso, além de existirem os modelos mais indicados para o pós-parto e o pós-cirúrgico.

Essas últimas costumam ser de cor bege e serem mais finais e bastante maleáveis, tornando-se mais seguras e confortáveis.

Independente do modelo, entretanto, é preciso estar bem atenta ao acabamento.

Se a ideia é permanecer com o acessório por horas não podem ter costuras, ganchos e outras partes que possam machucar a pele.

Quais são os modelos de cintas de barriga

As cintas modeladoras também são encontradas em modelos variados, sendo que algumas delas não abraçam apenas o abdômen, como as cintas em formato de espartilhos, mas sim, podem começar nos seios e se estender até os joelhos ou um pouco abaixo deles.

Mesmo para usar com um vestido em uma ocasião especial esses modelos são mais eficientes, uma vez que o seu tecido é bastante liso, evitando marcas sobre a roupa.

Está na moda ainda um tipo semelhante de cinta abdominal, mas que leva o nome de cinta fitness.

Ela está sendo usada, principalmente, pelas celebridades e por isso ganhou tanta fama em pouco tempo.

Porém, existem especialistas que não indicam essa cinta, aliás, nenhuma delas, para a prática de exercícios, pois elas limitam os movimentos, o que é prejudicial ao malhar.

Na realidade, existe muita polêmica sobre o assunto, porque é possível encontrar em lojas as faixas ou coletes que se assemelham às cintas e que são usados para corrigir a postura.

Por conta disso, acredita-se que a cinta de barriga também possa colaborar com a postura.

Isso é verdade em termos, já que ela pode ser benéfica para alguns problemas na coluna, mas também causar danos quando não for usada corretamente, ainda mais se isso for feito durante atividades físicas.

O mais importante, então, é avaliar bem qual modelo você vai escolher e de preferência ter a orientação de um médico da sua confiança.

Que tipo de cinta ajuda no pós-parto?

Quando a cinta é usada com o objetivo de ajudar os órgãos a voltarem para o seu devido lugar após o parto o melhor é buscar os modelos mais confortáveis, como os modeladores, e não do tipo espartilho.

Embora os especialistas afirmem que depois da mulher dar à luz ao seu filho o seu corpo volta ao normal aos poucos mesmo sem a ajuda da cinta, em alguns casos ela pode ser até mesmo recomendada, inclusive, se a mulher passou por cesariana.

Isso porque esse procedimento resulta em pontos e cicatrizes, sendo que essas consequências podem ser melhores recuperadas com o uso do acessório.

Devido aos pontos, usando a cinta a mulher pode se sentir mais segura para tossir e se movimentar.

Além disso, o acessório pode ajudar na redução da flacidez e do inchaço, comuns de ocorrer depois do nascimento do bebê.

Quais os modelos para o pós-parto

Os modelos de cinta modeladores incluem:

  • Cinta sem pernas de cintura baixa
  • Cinta sem pernas de cintura alta
  • Cinta de busto para amamentação
  • Cinta com pernas acima do joelho

Além de velcro, as cintas podem contar com zíper para facilitar o seu uso, inclusive, na hora de ir ao banheiro.

Quando a mulher decide usar a cinta pós-parto é importante saber ainda que em caso de cesariana ela pode iniciar a sua utilização logo após o nascimento do bebê.

Em termos médicos ela precisa ser usada somente até o terceiro mês após o parto.

Quem quiser usar mais tempo também deve conversar com o profissional da saúde. Já quem teve parto normal, por outro lado, deve esperar passar o primeiro mês para então vestir a cinta.

3 Dicas simples e práticas para emagrecer a barriga com saúde

1) Crie metas

Independente de usar cinta para ajudar a perder barriga ou não, o mais importante é definir objetivos de modo bem claro para você.

Somente dessa forma é que se torna viável alcançá-los de maneira eficiente. E a partir disso definir o que você vai fazer.

Não adianta, por exemplo, você querer emagrecer e começar os exercícios físicos se não tem o cuidado necessário com a sua alimentação. Ou seja, é preciso agir de forma condizente com as metas que criou.

Também é importante na hora de criar metas ser realista e definir objetivos viáveis.

Se você precisa perder 10 quilos, por exemplo, não pode definir que vai conseguir isso em duas semanas.

Um tipo de meta dessa magnitude exigiria um déficit calórico muito grande e não é nada saudável para o corpo emagrecer demais em pouco tempo.

Lembre que você não chegou ao peso em que está da noite para o dia, então, nada mais normal do que eliminar os quilos a mais aos poucos.

2) Não desista

Ao criar metas não é preciso ter pressa, sendo importante ainda iniciar com objetivos menores, como perder três quilos em um mês.

Para algumas pessoas a perda de peso é mais difícil, uma vez que isso tem a ver com o seu metabolismo.

E mesmo com muito esforço os resultados podem demorar, mas não significa que você não esteja fazendo a coisa certa. Por isso, outra dica é não desistir se você não está vendo os resultados na balança.

Além disso, para algumas pessoas é comum perder vários quilos em pouco tempo e depois o emagrecimento frear e você simplesmente não conseguir emagrecer mais.

Isso pode acontecer quando se faz dietas muito radicais.

Mas também é comum quando os seus quilinhos a mais na verdade eram devido à retenção de líquidos, que incha o abdômen dando a falta impressão que se trata de gordura acumulada.

Uma alimentação rica em fibras e com a ingestão de dois litros de água por dia pode ser o suficiente para você perder todo o líquido em excesso do seu corpo.

Assim, você se sente mais leve em pouco tempo, mas para perder a gordura mesmo pode demorar um pouco mais.

3) Tenha mentores

Ninguém nasce sabendo de como as coisas funcionam, muito menos de como emagrecer, ainda mais porque não raro as pessoas não recebem a orientação certa sobre os bons hábitos de alimentação, que são tão simples e podem fazer tanto por você.

Por isso, é importante buscar informações de profissionais sérios, que sabem do que estão falando e são especialistas no seu campo de atuação.

Isso se refere tanto na hora de buscar dicas de como emagrecer com saúde, quais são os melhores exercícios físicos, etc.

Mesmo quem não vai à academia deve ter a orientação de um profissional capacitado para lhe dar as dicas mais eficientes para perder peso, reduzir a barriga e chegar ao seu peso ideal.

Você que busca um guia para praticar exercícios com qualidade e que ofereçam resultados duradouros está convidada a se cadastrar em nossa lista.

Deixe o seu email no final do artigo para receber mais informações e conhecer os benefícios do programa de emagrecimento Queima de 48 horas.

Conheça Cinta Abdominal Vibratória Redutor de Medidas

Não deixe para amanhã, comece hoje a emagrecer com saúde!

Agora que você já sabe a resposta à pergunta usar cinta abdominal ajuda a perder barriga, está na hora de começar a integrar a sua vida uma alimentação saudável e equilibrada e os exercícios físicos, uma vez que apenas com esses aliados é possível perder barriga com saúde.

Você pode usar a cinta de barriga ou não, mas independente da sua escolha, o mais importante é cultivar bons hábitos em sua vida e não apenas se você estiver acima do peso, mas também se você deseja apenas manter a boa forma ou mesmo ganhar alguns quilinhos.

Uma alimentação equilibrada com alimentos frescos, de preferência não industrializados, é o segredo para manter o bom funcionamento do corpo. Mas isso não significa que você deve passar fome, muito pelo contrário.

É preciso consumir carboidratos complexos, proteínas magras, grãos integrais, vegetais e sementes.

Além disso, quem deseja incluir os exercícios em sua rotina deve ter uma boa alimentação, porque o corpo precisa de energia para se exercitar.

Por isso, mais importante do quanto comer é avaliar a qualidade do que comer.

Cadastre-se agora mesmo na lista de e-mail abaixo, para saber mais sobre como emagrecer em 7 semanas com saúde.

Conheça o programa Queima de 48 horas e não perca essa oportunidade de atingir as suas metas com qualidade de vida, bem estar e muita saúde.

A Dieta Detox Com Suas Receitas e Alimentos Detona Ou Não O Excesso De Gordura Do Corpo?

A Dieta Detox Com Suas Receitas e Alimentos Detona Ou Não O Excesso De Gordura Do Corpo?

A dieta detox é amplamente divulgada e muito promovida, inclusive, pelos famosos, o que a tonou bastante popular. O seu cardápio pobríssimo em calorias garante a perda de peso e a desintoxicação do organismo. Por mais que aparentemente as suas promessas sejam muito atraentes, é importante fazer algumas considerações.

A primeira delas é que as suas receitas e alimentos mais frequentes, como frutas e legumes, são realmente importantes, não apenas para quem deseja emagrecer, como também a todos que buscam uma alimentação saudável.

Por isso, as:

  • Frutas frescas;
  • Verduras cruas ou cozidas na água;
  • Legumes e mesmo sucos feitos com esses ingredientes não só podem como devem entrar no cardápio diário;

Índice do conteúdo: [[Exibir]]

O grande problema

No entanto, algumas versões (existem várias delas) da dieta detox 7 dias sugere que nos dois primeiros dias a pessoa apenas consuma líquidos, em forma de chás, shakes, sucos e outros.

Além de ser uma medida bastante difícil de seguir é também perigosa, pois o organismo precisa de carboidratos e proteínas para manter-se disposto e mesmo de pé para as atividades do dia a dia.

Além disso, nos demais dias da dieta, embora os alimentos sólidos entrem, eles estão presentes em pouquíssimas quantidades, o que mais uma vez é difícil de seguir.

Esse não é o único entrave, pessoas ativas que estudam, trabalham e realizam demais tarefas não recebem a quantidade de energia necessária para desempenhar as suas funções. Assim, a dieta detox não pode ser feita por mais do que uma semana, pois é inviável para a saúde do organismo.

Como se isso não fosse suficientemente preocupante, a questão é que mesmo quando há uma perda de peso, o que é possível sim, eles tendem a voltar logo depois que a dieta chega ao fim, o que é bastante frustrante.

A dieta detox 3 dias é uma alternativa?

Como uma alternativa à dieta detox que dura uma semana existe a dieta detox 3 dias.

Embora ela apresente os mesmos problemas do cardápio prolongado, por ter uma duração menor, os efeitos colaterais são amenizados. Dessa forma, ela pode servir como uma dieta de emergência para quando você quer entrar em um vestido para ir a uma festa, por exemplo.

Mesmo assim, é preciso saber que logo após o término da dieta os quilos perdidos voltam, ou seja, definitivamente não é uma dieta com resultados duradouros. Mas isso não acontece apenas com a dieta detox, todas as dietas restritivas oferecem resultados que duram pouco.

Quem faz essas dietas sente-se frustrado, achando que fez algo de errado, mas não é essa a questão.

A redução causa isso

Quando uma pessoa reduz muito a quantidade de calorias que ingere por dia, o organismo reduz o seu metabolismo, como uma forma de preservação, pois agredida que o indivíduo esteja passando por um período de falta de alimentos.

Ele não entende que é você querendo emagrecer!

No começo de uma dieta restritiva ocorre a perda de peso, mas dura pouco, porque é o organismo entrando no modo econômico. Mesmo que você seguisse a dieta por mais tempo que o recomendado não adiantaria. Com o passar dos séculos o organismo aprendeu a sobreviver, inclusive, em épocas de falta de alimentos, crises, guerras, etc.

Quando algo parece errado ele reserva as suas energias para que a pessoa possa sobreviver por mais tempo, com o mínimo de alimentos. O desejo de emagrecer do ser humano é muito recente comparado à história da humanidade e por isso o organismo não entende ainda que as pessoas querem perder peso de propósito.

Receitas detox para integrar um cardápio saudável

A dieta detox tem o objetivo de eliminar as toxinas do organismo ao consumir uma maior quantidade de líquidos. Isso é realmente verdadeiro e importante. A água ajuda a limpar o corpo e por isso é indicado beber dois litros de água todos os dias.

No entanto, não é preciso apenas consumir líquidos durante todo o dia para o efeito desintoxicante acontecer.

O organismo possui os seus próprios mecanismos para desintoxicar-se, como os rins, intestinos e fígado que sabem como eliminar substâncias indesejadas. A redução do consumo de produtos industrializados também promove a desintoxicação, já que são eles os responsáveis pelo corpo receber uma grande quantia de substâncias químicas desnecessárias e danosas.

Moderação para incluir as receitas

Mesmo assim, com moderação é possível incluir as receitas detox no dia a dia, inclusive, os seus sucos, que são feitos a partir de frutas e verduras, principalmente.

Uma dica é escolher entre maçã, melão, abacaxi, laranja e bater no liquidificador com verduras de folhas verdes escuras, como espinafre, couve, salsa, rúcula e outros. Todas essas opções são ricas em vitamina e minerais, além de serem diuréticos.

Vale lembrar ainda que diferente do que se pode imaginar, a dieta detox não detona o excesso de gordura do corpo, pois o que ela elimina é principalmente água. Isso acontece porque as receitas detox incluem especialmente água e ingredientes que ajudam a fazer xixi.

Nesse momento, líquidos e toxinas são eliminados, ajudando ainda a reduzir o inchaço da barriga. Ou seja, mesmo que a balança mostre que você perdeu peso, na realidade eliminou somente líquidos, mas não gordura.

Para queimar gordura é preciso fazer atividades físicas (as do dia a dia e os exercícios), quando existe o aumento do metabolismo e a consequente queima de calorias. De qualquer forma, eliminar líquidos já é suficiente para perder medidas no abdômen.

Receitas Dieta Detox 7 Dias

Quais os melhores alimentos detox

Legumes, verduras e frutas de forma geral entram na lista dos melhores alimentos detox, sendo que aqueles que possuem mais quantidade de água são os mais indicados para integrar o cardápio, já que por isso são mais diuréticos também.

Além dos sucos detox, é possível ainda ingerir verduras e legumes durante o almoço e a janta.

Entre os principais alimentos com efeito desintoxicante estão os seguintes:

  • Alcachofra;
  • Aspargo;
  • Beterraba;
  • Brócolis;
  • Repolho;
  • Dente-de-leão;
  • Couve;
  • Açafrão;
  • Agrião;

Os alimentos termogênicos também devem entrar no cardápio, pois aumentam o metabolismo e, por consequência, a queima de calorias. Entre eles, destacam-se os seguintes:

  • Alho;
  • Gengibre;
  • Chá Verde;
  • Limão

O efeito diurético desses alimentos

Eles também possuem efeito diurético e, por isso, podem entrar nas receitas de sucos detox, saladas e mesmo na preparação dos pratos principais.

O limão é especialmente indicado para os sucos, pois ajuda a dar um sabor especial, da mesma forma o gengibre. Ainda entre os alimentos detox, a erva de trigo é outra opção, sendo o principal ingrediente do suco verde, outra receita detox muito saudável e nutritiva.

Embora os sucos das dietas detox possuam ingredientes saudáveis e, por isso, podem fazer parte do dia a dia de qualquer pessoa, vale lembrar que as frutas e legumes não devem ser apenas bebidos. Melhor do que consumir um suco é comer a fruta, pois assim uma maior quantidade de fibras é ingerida.

Esses nutrientes além de serem essenciais para o bom funcionamento do organismo, também aumenta a saciedade, fazendo com que a fome demore mais para chegar. Mastigar é outra medida importante, que ajuda a emagrecer, por isso se diz que os alimentos devem ser consumidos devagar e bem mastigados.

Quando inicia a mastigação, o cérebro recebe a informação que está recebendo alimentos, sendo assim, a fome é saciada com mais facilidade. Já quando você bebe algo o cérebro não recebe a mesma informação, dessa forma, as bebidas alimentam menos.

Outro ponto importante é que mesmo bebendo chás e sucos, é essencial ingerir água, pois ela não é substituída por nenhum outro líquido.

Não é preciso seguir o cardápio ao pé da letra

Agora que você já sabe como funciona a dieta detox pode apenas tirar proveito dos seus aspectos positivos, como um maior consumo de líquidos, frutas, legumes e verduras. No entanto, não é preciso seguir o seu cardápio ao pé da letra.

É importante dizer ainda que a detox dieta como as demais dietas restritivas causam efeitos colaterais.

Devido à ingestão insuficiente de calorias, são comuns sintomas como:

  • Dor de cabeça;
  • Fraqueza;
  • Tontura;
  • Dor nos músculos;
  • Baixos níveis de açúcar no sangue (o que não é nada benéfico a sua saúde e pode acarretar problemas futuros);

Pense duas vezes antes de iniciar uma dieta desse tipo!

Além de exigir sacrifícios de sua parte, ela pode se mostrar frustrante ao final, uma vez que o ganho dos quilos perdidos ao seu final é inevitável.

Conclusão

Se você quer perder peso sem deixar de comer, além de alcançar resultados duradouros, deve investir na reeducação alimentar. Já que o método não exige mudanças radicais o emagrecimento é mais lento, mas sem sofrimentos e quando os efeitos positivos aparecem eles são duradouros.

Quem adere a esse método aprende a escolher os melhores alimentos para as suas refeições, que são mais saudáveis, eliminar os industrializados e desenvolver bons hábitos.

Entre eles, dormir em torno de oito horas, comer a cada três horas, beber muita água, mastigar bem os alimentos, comer devagar e exercitar-se com as suas atividades preferidas, como caminhar, andar de bicicleta, pular corda e mesmo dançar.

[Guia Definitivo] Como Queimar Gordura Abdominal Com Saúde – Um Plano Poderoso!

[Guia Definitivo] Como Queimar Gordura Abdominal Com Saúde – Um Plano Poderoso!

O excesso de gordura abdominal é um problema que assola grande parte das pessoas pelo mundo todo. Isso porque, com o mundo de hoje, fica muito difícil não cair nas tentações e acabar ficando acima do peso em algum momento.

  • Comer o que dá e quando dá, por conta da correria diária;
  • Não ter tempo para levar uma vida tão saudável quanto poderia, entre outros agravantes, são os grandes responsáveis pela grande quantidade de pessoas que sofrem de sobrepeso hoje;
  • O acúmulo de gordura abdominal que incomoda tantas pessoas, que muitas vezes não fazem ideia do que fazer para eliminá-la.

É por isso que estamos aqui:

Neste artigo ensinaremos como queimar gordura abdominal que está em excesso no seu corpo, utilizando artifícios como boa alimentação, exercícios físicos regulares e um bom acompanhamento psicológico para lidar com as mudanças.

Índice do conteúdo: [[Exibir]]

Você não conseguirá perder tudo

Porém, antes de entrar nos métodos e passos para finalmente conseguir eliminar a gordura do seu abdômen, vale lembrar que você não conseguirá perder tudo da noite para o dia. Para que isso aconteça será necessário muita dedicação, paciência e força de vontade.

Então não se iluda acreditando que os resultados aparecerão depois de alguns dias porque isso é balela.

Mas, se lhe consola, uma das muitas vantagens de se realizar um processo de perda de gordura abdominal e fortalecimento muscular como o que proporemos está no fato de ser algo muito mais duradouro, por envolver mudanças de hábitos negativos, bem como um fortalecimento do corpo e da mente.

E a alimentação saudável é peça fundamental nesse processo:

Alimentação Saudável

Obviamente, todos sabem que a alimentação incorreta e equivocada é um dos grandes responsáveis pelo problema da gordura abdominal excessiva.

Muitas pessoas têm tendências a acumular reservas de gordura na área, o que só agrava o problema, já que o indivíduo aparenta ser magro em toda as outras regiões do corpo, tendo apenas como área “destoante” o abdômen – o que incomoda muitas pessoas.

Reeducação alimentar

Reeducação alimentar para comer como se deve, sem utilizar-se de dietas malucas que só comprometem a sua saúde, é o melhor método que gera resultados duradouros quando o assunto é perda de gordura abdominal.

Se você apenas faz dietas e mais dietas, nunca aprenderá como se alimentar de forma correta, o que acaba agravando a reincidência no ganho de peso, bem como a ocorrência do efeito sanfona que grande parte das pessoas teme.

Por essas e outras razões, a reeducação alimentar é o método mais recomendado para quem realmente quer perder a gordura abdominal acumulada de forma saudável e duradoura, sem nunca mais ter que se preocupar com ela na sua vida.

Como Queimar Gordura Abdominal

Consultar um profissional especializado

Para que esse processo se inicie corretamente, o primeiro passo é consultar um profissional especializado em nutrição. Ele indicará os melhores métodos e formulará um cardápio personalizado para você, de forma que este se adequará às suas preferências alimentares, à sua rotina e às suas restrições no geral.

Com uma nova rotina alimentar especialmente montada para você, a perda de peso e de gordura abdominal ficará muito mais fácil, diminuindo muito a vontade de desistir e de “escapadelas” da dieta, que são os grandes vilões quando o assunto é perder peso.

Obviamente que a diminuição no consumo de calorias será algo quase certo quando você passar a seguir a nova rotina alimentar ditada pelo seu nutricionista. Isso porque o seu corpo precisa utilizar a energia que tem acumulada ao invés da nova que está sendo ingerida.

Quando você consome menos calorias do que o seu corpo precisa diariamente, você o obriga a utilizar as reservas, gerando, assim, o emagrecimento e perda das gorduras abdominais que tem acumuladas.

Dieta saudável para emagrecer

Lembrando sempre que estas são apenas sugestões: o seu nutricionista saberá o que é melhor para a sua rotina alimentar. Acrescentar proteínas, alimentos com propriedades termogênicas e grãos na sua nova rotina é uma boa forma de acelerar o processo de emagrecimento e perda da gordura abdominal excedente.

Isso porque as proteínas têm dupla função:

Auxiliam no ganho de massa muscular e de fortalecimento dos músculos, uma vez que você começará a praticar exercícios com mais regularidades;

Além de ser um excelente alimento para o organismo, por demorar mais para ser digerido, gastando mais calorias no processo de digestão, além de deixar o corpo por mais tempo com sensação de saciedade.

Os termogênicos tem a função de acelerar o metabolismo, fazendo com que o mesmo queime mais calorias para digerir os alimentos. Grande parte destes alimentos possui outras propriedades importantes ao organismo, como grandes quantidades de fibras e vitaminas e minerais que são de suma importância para o bom funcionamento do corpo.

Whey Protein

Outra ideia que pode ser discutida com o seu nutricionista é o acréscimo do whey protein na sua alimentação pré e pós treino, dependendo, obviamente, da intensidade com a qual você realizará os exercícios físicos, bem como a quantidade de massa muscular que você quer ganhar.

Muitas vezes as pessoas só querem realmente perder a gordura abdominal acumulada, sem fazer quaisquer outras alterações drásticas no corpo.

Mas há casos em que a pessoa acaba aproveitando o embalo e utiliza o processo de emagrecimento, reeducação alimentar e perda de gordura abdominal excedente para esculpir o corpo à base de uma nova rotina de exercícios.

Exercícios físicos

É mais do que óbvio que uma rotina mais pesada de exercícios físicos faria parte da sua nova vida a partir do momento em que você decidiu perder o peso e a gordura abdominal em excesso que você possui no seu corpo.

Antes de iniciar, é importante que você esteja ciente de que não adianta apenas realizar uma categoria dos mesmos (ou aeróbico ou muscular), uma vez que, para atingir o resultado esperado, você precisa definir os músculos da região em questão – abdômen – bem como perder a gordura localizada na mesma, o que só é possível quando se tem uma combinação bem feita de ambos os tipos de exercícios, tanto musculares quanto aeróbicos.

Os tipos de exercícios

A boa notícia é que, se você não é do tipo que curte ficar na academia fazendo repetições de um mesmo exercício, existem muitas outras opções de exercícios que você pode realizar e, ainda assim, ter um resultado bom – muitas vezes melhor, já que estará se empenhando numa série de exercícios que te dão prazer e satisfação ao realizá-los, trabalhando, assim, não só o bem-estar físico, mas o emocional também.

Se você é do tipo competitivo, pode muito bem trocar a esteira da academia por uma corrida na rua.

Treinar ao longo de um ano, se preparando para uma corrida de rua com vários competidores é uma boa forma de manter-se sempre motivado, já que possuir um objetivo maior – a corrida – é sempre bom para não ceder à preguiça de treinar.

Outras dicas

A natação também é um bom exercício para quem quer perder as gorduras acumuladas no abdômen:

Isso porque, além de melhorar o seu condicionamento físico como um todo, ela obriga o seu corpo a gastar muito mais energia do que estava acostumado, levando à quebra das reservas energéticas que você possui – inclusive as localizadas no abdômen – facilitando a perda da gordura localizada na região.

  • Aulas de dança
  • Zumba,
  • Jump

Também são ótimas maneiras de acrescentar diversão à sua rotina de exercício.

Perca peso dançando

Com a dança, além de perder peso, definir músculos e melhorar o condicionamento do seu organismo como um todo, você ainda treina a memória, ao ter que guardar as coreografias, e tem uma motivação constante de sempre treinar mais para melhorar a qualidade dos seus movimentos, tornando a dança mais bonita e prazerosa de ser feita e assistida.

Se você não gosta dos abdominais, tenho más notícias: perder gordura abdominal e definir os músculos da barriga é um processo que só acontece de fato se você acrescenta os exercícios abdominais na sua rotina.

Definir os seus músculos abdominais

Por mais que eles exijam muito do seu corpo e pareçam chatos e cansativos, eles são importantes para definir os seus músculos abdominais e melhorar o seu condicionamento físico como um todo. Sem eles, por mais que você perca a gordura acumulada, a sua barriga nunca vai ficar durinha e chapada como você queria que ficasse.

Portanto, deixe o preconceito com os abdominais de lado e vamos ao trabalho. Existem vários tipos e você pode fazer séries do que melhor lhe convier, de forma a ficar mais confortável com as séries de exercícios que está realizando.

É importante sempre ter em mente que, se você for uma pessoa que não possuía uma rotina de exercícios regular antes de entrar nessa empreitada, você precisará pegar mais leve no começo. Não se frustre se não conseguir acompanhar as aulas no melhor dos ritmos ou se não conseguir concluir todas as séries de exercícios sem sofrer.

No começo, será mais difícil e, portanto, mais desafiador. Mas não deixe o sedentarismo da sua rotina antiga lhe desmotivar: siga em frente com determinação e o melhor condicionamento físico virá de forma natural.

Desafio dos 7 dias de exercícios

o desafio dos 7 dias de exercícios é apenas uma pequena dica para lhe guiar se você realmente ainda se encontra perdido e não faz ideia de como começar para realizar exercícios, mesmo com as dicas dadas acima:

Primeiro dia

Comece o seu dia com uma caminhada leve de trinta minutos, podendo ser no local de sua preferência – na rua ou na esteira. Depois destes trinta minutos, procure fazer algumas séries de exercícios abdominais, para começar a acostumar o seu organismo com os exercícios de resistência e definição.

Segundo dia

Aumente o tempo da sua caminhada em dez minutos, inserindo no meio do exercício uma apertada de passo sem correr depois dos primeiros dez minutos. Quando estiver próximo aos dez minutos finais do exercício, sinta-se livre para reduzir o passo e correr num ritmo mais lento, para que o seu organismo possa voltar ao ritmo normal.

Depois da caminhada, faça três séries de agachamentos para melhorar a resistência nos músculos das coxas.

Terceiro dia

Aumente ainda mais o tempo da sua caminhada: de quarenta minutos, agora você caminhará por uma hora. Porém, há uma diferença: esta caminhada, parecerá mais uma corrida leve, com um ritmo mais acelerado do que o da caminhada convencional. Este aumento no ritmo funciona como um motor para acelerar a queima de calorias.

Após a caminhada, faça três minutos do exercício de abdominal oblíquo de cada lado do seu corpo, de forma a definir os músculos da barriga.

Quarto dia

Faça uma caminhada de trinta minutos. Porém, esta caminhada tem algo de diferente: a cada dois minutos, você precisará mudar o ritmo. Comece com o ritmo de caminhada normal. Depois dos primeiros dois minutos, corra. E faça desta forma até que atinja trinta minutos do exercício.

Depois da corrida matinal, faça três minutos de uma série de exercícios abdominais da sua preferência.

Quinto dia

Agora que você já conseguiu habituar o seu corpo com um ritmo mais acelerado de exercícios, você já pode iniciar a sua rotina diária com uma corrida de trinta minutos. Porém, leve em conta que precisará utilizar um tênis de qualidade, que absorva os possíveis impactos da corrida.

Depois de terminada a corrida, faça exercícios abdominais de sua preferência, pelo tempo máximo que conseguir ou por um bom tempo estipulado anteriormente. Leve em conta a realização de pausas entre o início e o fim de uma série.

Sexto dia

Comece a manhã com uma boa caminhada, procurando sempre alternar dois minutos de caminhada com dois minutos de corrida. Deixe os últimos cinco minutos da sua caminhada para desacelerar o ritmo. Desta forma, o seu corpo consegue começar a voltar ao ritmo normal antes do fim do exercício.

Sétimo dia

O sétimo e tão esperado dia é o mais “light” de todos. Nesse sua missão é relaxar, isso mesmo, depois de ter completado as metas dos dias anteriores nada melhor do que relaxar nesse dia.

Espero que você tenha gostado desse guia definitivo de como queimar gordura abdominal com saúde.