Arginina: O Que é, Como Fazer, Seus efeitos, Como Tomar

187
0. Arginina O Que e como fazer seus efeitos

Arginina é um aminoácido importante para o organismo, podendo ser encontrado como suplemento alimentar e nos próprios alimentos.

E para você saber tudo sobre arginina: o que é, como fazer, seus efeitos, como tomar, confira este artigo!

O que é arginina

1. o que e arginina

O aminoácido arginina é classificado como básico, sendo conhecido ainda como ácido 2-amino-5-guanidino-pentanoico ou l-arginina.

Também está no grupo dos aminoácidos semi essencial, uma vez que essa substância é sintetizada pelo organismo.

Dessa forma, a síntese da arginina se dá em uma quantidade suficiente para suprir as necessidades do organismo.

Para tanto, é preciso ingeri-la por meio dos alimentos, sendo que está presente em castanhas (de caju e do Pará), nozes, queijo e iogurte.

Outras fontes desse aminoácido são:

  • Pão de trigo integral
  • Uva-passa
  • Avelã
  • Feijão
  • Milho
  • Cacau e aveia

A arginina pode ainda ser consumida por meio de suplementos, os quais estão disponíveis em pó e em cápsulas.

Além de ser adquirida em lojas de suplementos alimentares e produtos naturais, é possível solicitar a versão manipulada em farmácias.

Para quem é indicada a arginina

2. atletas

Embora qualquer pessoa possa fazer uso do suplemento de arginina, é mais recomendado a atletas, uma vez que entre os efeitos desse aminoácido está a melhora do desempenho, bem como a recuperação dos músculos.

Ambos os benefícios são essenciais aos esportistas.

No entanto, também é indicada a suplementação para pessoas que estejam mal nutridas ou mesmo que possuem uma alimentação deficiente em proteínas.

Isso porque é esse o nutriente que, depois de sintetizado, dá origem à arginina no organismo.

Quem estiver com déficit desse aminoácido pode ainda fazer uso de outros suplementos, como os de vitamina A, selênio ou ômega 3.

No entanto, tanto a arginina como os demais nutrientes podem ser obtidos por meio de uma alimentação equilibrada e saudável.

Quais os efeitos e benefícios da arginina

3. celulas

Além de ajudar na recuperação muscular, a arginina tem efeitos positivos sobre a circulação do sangue e na regeneração das células.

Também tem papel importante no processo de cicatrização, bem como no bom funcionamento do sistema imunológico.

Oferece ainda os benefícios de revigorar e recuperar o corpo do cansaço, por conta do efeito que tem sobre o desempenho dos músculos.

E por ajudar no fluxo adequado de sangue para os músculos, também colabora com o aumento da massa magra.

Por esse motivo, outro efeito da substância é no combate à disfunção sexual.

Mais um benefício que a arginina possui é em relação à eliminação de toxinas do organismo, uma vez que o aminoácido ajuda no bom funcionamento do fígado, órgão que faz esse serviço.

Hidrata os cabelos

A arginina age ainda na formação de queratina no corpo, o que ajuda a fortalecer e hidratar os fios de cabelo, deixando-os mais brilhantes.

A substância também colabora com a inibição do surgimento de tumores de diferentes tipos.

E mais, pode ser usado após a realização de cirurgias, uma vez que colabora com o combate da perda de massa muscular, que é comum de acontecer depois da realização de procedimentos cirúrgicos.

Também pode ser útil no tratamento de artrite e desordens do tecido conjuntivo, porque a arginina tem papel na formação dos ossos e tendões.

Porém, nesse caso e em demais associados a doenças é fundamental usar o suplemento com orientação médica.

Por fim, estudos indicam que a arginina pode ter efeito positivo e funcionar no tratamento d os sintomas da ansiedade.

Como tomar arginina

4. como tomar arginina

Em geral, recomenda-se que o suplemento de arginina seja consumido duas vezes ao dia, sendo que a primeira dose pode ser assim que se acorda e a segunda dose pode ser tomada depois do treino.

No entanto, é melhor conversar com o seu médico.

Isso é importante porque a melhor dosagem de arginina para cada pessoa pode ser bastante particular.

Algumas fontes indicam que as doses não podem ser maiores do que oito gramas por dia.

Um nutricionista pode ser o profissional indicado a dar uma resposta mais assertiva. Isso porque é preciso levar em consideração diferentes aspectos.

Entre eles, o tipo físico do atleta, bem como os seus hábitos alimentares e o seu condicionamento físico.

Já uma alimentação balanceada pode garantir a ingestão de até 5 gramas de arginina por dia.

Essa quantidade é o suficiente para pessoas que não realizam exercícios físicos pesados em busca do ganho de massa magra.

E mesmo os atletas devem estar atentos ao consumo da suplementação.

Esse cuidado é importante porque manter dosagens altas do aminoácido por muito tempo pode causar tensões no fígado e até mesmo prejuízos renais.

Contraindicações e efeitos colaterais da arginina

A arginina não deve ser consumida por pessoas que estejam passando por infecção de herpes labial, uma vez que o vírus dessa doença pode interagir com a arginina.

A consequência é a ativação da mesma.

O aminoácido em cápsulas e em pó também é contraindicado a pessoas que sejam diabéticas, tenham problemas do coração e a mulheres que estejam grávidas ou amamentando.

Já os efeitos colaterais da arginina podem não aparecer no curto prazo.

No entanto, podem ser inevitáveis quando a arginina não for consumida de maneira adequada, inclusive, no médio e no longo prazo.

Como usar a arginina na cicatrização

5.cicatriz

Entre os benefícios da arginina, uma que se destaca é em relação a ajudar na cicatrização.

E para usar o aminoácido com esse propósito, são indicadas até três cápsulas por dia, no entanto, sem ultrapassar a dose recomendada de 8 gramas por dia.

A arginina também pode ser encontrada na fórmula de pomadas para feridas, sendo o seu efeito ainda melhor, porque assim vai atuar diretamente no local que precisa cicatrizar.

Esse benefício se dá porque o aminoácido estimula a secreção dos hormônios responsáveis por acelerar a cicatrizarão dos tecidos do corpo.

Além disso, ele colabora com a formação de novas células, já que é um dos componentes do colágeno.

E mais, por conta da sua propriedade anti-inflamatória, também melhora as condições da pele para o processo de cicatrizarão, reduzindo o risco de infecção.

Por fim, tem papel na circulação do sangue, o que faz com que a arginina nutra melhor as células.

Arginina: O Que é, Como Fazer, Seus efeitos, Como Tomar
Avalie este post!
COMPARTILHAR