Skip to main content
sera que a noz da india emagrece mesmo

Será Que A Noz Da Índia Emagrece Mesmo?

Se você está buscando por uma solução rápida para perder peso já deve ter ouvido ou lido a respeito da famosa noz da Índia, não é mesmo?

A sua popularidade se deu por causa da promessa de que o seu consumo pode ajudar a mandar os quilos extras embora bem rapidinho. Mas será que noz da Índia emagrece mesmo?

Primeiro, vale dizer que essa semente provém do fruto da árvore chamada Nogueira-de-Iguape, que teve origem na Indonésia e hoje pode ser encontrada em diversos lugares. A semente conta com quantidades significativas de carboidratos, proteínas, fibras e gorduras.

Além de emagrecer, quem difunde os benefícios da noz da Índia garante que ela conta com muito mais.

Entre eles, no tratamento de inflamações, asma, febre e outros problemas de saúde. No entanto, por não haver estudos científicos que comprovem as vantagens da noz da Índia para emagrecer e para mais o que é indicada não se pode garantir a segurança no seu uso.

A única comprovação que se tem conhecimento é a respeito da sua propriedade antibacteriana, a qual foi garantida através de uma pesquisa feita na Universidade Federal de Santa Catarina. Veja:

 

Noz da Índia para que serve: quais seus benefícios

A noz da Índia ficou famosa por promover a perda de muitos quilos em um espaço curto de tempo.

Isso acontece porque a semente possui efeito laxativo, ou seja, ela ajuda no funcionamento do intestino. Além disso, a semente é rica em fibras, o que ajuda a saciar a fome por mais tempo, assim, a pessoa tem menos vontade de comer a toda a hora.

Aponta-se ainda que a noz da Índia é benéfica para o controle do colesterol, o que pode estar associado à presença de ômega-3 em sua composição. Na lista da noz da Índia para que serve é possível incluir também uma pele e cabelo mais fortes e brilhosos e a redução da celulite e da flacidez.

 

Leitura recomendada: Pare de Negligenciar o Omega 3 e Aprenda Como Perder Peso!

 

Para quem deseja emagrecer, a recomendação é que seja usada apenas um 1/8 da semente por vez, sendo que ela deve ser ingerida com muita água pela manhã, antes do café da manhã ou do lanche da manhã, na primeira semana de uso.

Já na segunda semana, indica-se que a semente seja partida em quatro pedaços e também consumida pela manhã.

O ideal é que ao longo do dia seja consumido em torno de dois litros de água.

Também é encontrada a noz da Índia em pó e em cápsulas, sendo que quando for ingerida a versão in natura o melhor é que com o pedaço da semente seja feita um infusão durante cinco minutos. Mesmo que se afirme que essa dose é segura o melhor é conversar com o seu médico antes de iniciar o uso frequente da noz da Índia.

De qualquer forma, vale lembrar que como qualquer outro método de emagrecimento a noz da Índia não faz o trabalho sozinha e se você quer perder peso deve ainda ter uma alimentação saudável e equilibrada com alimentos frescos e naturais, evitando os produtos industrializados.

É importante ainda praticar exercícios físicos e cultivar hábitos saudáveis.

 

Noz da índia preço e onde comprar

Hoje em dia, é possível encontrar a semente em lojas virtuais e em lojas físicas de produtos naturais ou para emagrecer. A noz da índia preço depende da forma que é oferecida, embora o seu valor não costume mudar muito.

É possível encontrar a semente em forma de cápsulas, sendo que embalagens com 60 unidades podem sair em torno de R$ 30,00. Enquanto isso, in natura a noz da Índia com oito unidades sai por volta de R$ 24,00.

 

Afinal, noz da índia faz mal para o fígado?

Recentemente, foi veiculada da mídia uma notícia que causou muita polêmica, a respeito de uma mulher que tomou o chá e, devido a complicações que veio a sofrer no fígado, após o uso da noz da Índia, faleceu.

No entanto, não existem comprovações de que a causa tenha sido exclusivamente do consumo da semente, embora essa pessoa já tivesse histórico de problemas no fígado.

É importante lembrar que em excesso nenhum alimento faz bem para a saúde e, segundo especialistas, embora não existam pesquisas sobre possíveis danos ao fígado causados pelo consumo da semente, a questão é que em excesso existe sim o perigo de toxicidade.

Muitos alimentos, aliás, tornam-se tóxicos quando ingeridos em demasia por causa de determinadas substâncias que possuem. Além disso, a noz da Índia é uma semente rica em gorduras, que mesmo saudáveis, são metabolizadas pelo fígado e quando existe um abuso o órgão possui dificuldade em funcionar de maneira adequada.

A questão é que por não se tratar de um produto aprovado pela Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária é difícil a qualquer pessoa comprovar a segurança do produto, por isso, o conselho de muitos profissionais da saúde é que a noz da Índia não seja consumida.

Ela pode desencadear problemas no órgão, como hepatite e cirrose, inclusive, a quem já passou por eles ou é um candidato a desenvolvê-los.

 

Noz da índia contra indicações: quais são elas

Há diversas pessoas que entram nos grupos de noz da Índia contra indicações, por isso, é preciso estar atento a quem não deve consumir essa semente. Dessa forma, o seu uso não é indicado a crianças e adolescentes até os 15 anos, mulheres grávidas e que estejam amamentando e a quem tiver mais de 65 anos.

A noz da Índia também não deve ser consumida por pessoas alérgicas a antibióticos, que tenham problemas de úlcera, pressão alta ou de coração. O mesmo serve a pacientes de doenças urológicas, gastrointestinais e hepáticas.

Mesmo quem pode usar a semente deve ter muito cuidado, devido aos seus efeitos colaterais.

Entre os sintomas adversos é possível citar dor de cabeça, diarreia e cólicas intestinais, sendo que se forem muito fortes o melhor é reduzir a dose consumida da semente ou mesmo parar com a sua ingestão.

Outro efeito colateral com o qual se deve ter ainda mais atenção é a desnutrição, já que a semente pode diminuir em muito a absorção da gordura, atrapalhando por consequência o aproveitamento de algumas vitaminas, como a A, E e K.

Além disso, existem muitos casos de intoxicação associadas ao consumo da noz da Índia porque as pessoas a confundem com o chapéu de Napoleão.

Essa planta é bastante utilizada como espécie ornamental e, assim, fácil de encontrar em muitos lugares.

O chapéu de Napoleão assemelha-se à noz da Índia, porém, é altamente tóxica, já que possui substâncias como glicosídeos cardiotônicos que afetam a saúde e estão em altas concentrações. Por isso, é essencial que o produto seja adquirido de locais confiáveis.

 

Considerações Finais

Perante todas essas informações, a dúvida sobre noz da Índia emagrece mesmo fica ainda em aberto, já que embora existam relatos da sua eficiência, por não haver estudos científicos que comprovem os seus efeitos, não é possível responder ao questionamento com exatidão.

Além disso, existem especialistas que alertam sobre o uso da semente e os possíveis problemas que isso pode acarretar.

Já que, como diz o ditado “melhor prevenir do que remediar”, o mais indicado, portanto, é emagrecer através de uma dieta balanceada e saudável, o que de qualquer forma deve ser feito, mesmo pelas pessoas que usarem a noz da Índia para emagrecer.

Também há dúvidas sobre noz da Índia atrasa a menstruação, mas por falta de estudos é outra pergunta que fica sem resposta.

Tratando-se essa semente de um alimento que possui mais dúvidas do que respostas, o melhor a se fazer é aproveitar os benefícios de outros alimentos que têm uma maior segurança no seu consumo.

Quem deseja aumentar o seu trânsito intestinal, por exemplo, pode, ao invés de usar a noz da Índia, ingerir outros alimentos ricos em fibras.

 

O poder das fibras

Frutas, verduras, legumes e cereais integrais são todos alimentos com muita quantidade de fibras, que podem ser ingeridos durante as refeições, tornando até mesmo mais simples o consumo de fibras.

Embora todos esses grupos alimentares ajudem em muito o bom funcionamento do intestino, é possível destacar alguns alimentos em especial.

É o caso do:

  • Mamão
  • Manga
  • Aveia
  • Couve manteiga
  • Quiabo
  • Gérmen de trigo
  • Repolho
  • Gergelim
  • Ervilha
  • Feijão, entre outros.

Além disso, o chá verde, de alecrim, hibisco, entre outros, ajudam a estimular as funções do intestino.

 

Leitura recomendada: Conheça A Dieta do Chá Verde Gelado Para Perder Barriga!

 

Mesmo os laxantes não são indicados, pois assim como a noz da Índia podem, além de promover a evacuação, prejudicar a absorção de nutrientes. Os exercícios físicos também ajudam o intestino, pois fazem o corpo trabalhar melhor como um todo.

Você pode ir à academia ou apenas caminhar, andar de bicicleta e correr ou mesmo fazer ginástica em casa.

Soluções milagrosas que promovem a perda de peso não existem, já que o ideal é apenas reduzir a quantidade de alimentos ingeridos. Isso não significa que você deve passar fome, apenas comer um pouco menos do que o habitual.

Essa mudança não precisa ser radical, você pode reduzir a quantia de alimentos por dia aos poucos e aprender a comer somente o suficiente para se sentir satisfeita.