Skip to main content
como perder a barriguinha pós-parto com seguranca

Como Perder A Barriguinha Pós-Parto Com Segurança

Ganhar alguns quilinhos a mais durante a gravidez é normal e mostra que a mulher se alimentou de forma adequada para oferecer ao seu bebê todos os nutrientes dos quais precisava. Dessa forma, assim como é normal engordar é normal também que aos poucos a mulher volte a ficar com o mesmo peso que tinha antes da gestação iniciar.

Por isso, como perder a barriguinha pós-parto é um processo natural, sendo que é possível fazer exercícios pós-parto e ter alguns cuidados extras no caso de ter engordado durante a gravidez mais do que o ideal.

Amamentar, aliás, não é só uma forma de oferecer ao seu bebê um alimento da mais alta qualidade como também de perder peso.

Ou seja, quanto mais o bebê mama, mais leite materno é produzido pelo organismo da mulher e para fabricar o líquido o corpo gasta energia, o que reflete também na queima de calorias. Além disso, é preciso lembrar que o inchaço na barriga depois do parto é comum e com o passar das semanas a tendência é que tudo volte ao lugar.

Veja:

Cinta pós parto

Nesse sentido, outra dica é usar uma cinta pós-parto, a qual pode ser indicada a algumas mulheres, a fim de ajudar a fazer com que os órgãos internos se ajeitem no lugar certo, o que pode ter sido um pouco alterado com a gestação. Outra forma de reduzir a barriguinha pós-parto é bebendo muita água todos os dias, em torno de dois litros.

Leitura recomenda: Será Que Usar Cinta Abdominal Ajuda a Perder Barriga?

O hábito de sempre beber água evita o inchaço da barriga, que pode ser causado ainda pela retenção de líquido. O sal em excesso colabora com a retenção, então, outra dica é a de reduzir o seu consumo, tanto nos alimentos preparados em casa quanto ao diminuir o consumo dos produtos industrializados.

Por falar em preparação dos alimentos, cozinhar os vegetais no vapor d’água é uma forma de preservar os seus nutrientes, o que é melhor do que cozinhá-los na água. Sem contar que os vegetais como um todo possuem também ação diurética no organismo. Os chás são outros grandes aliados do combate à retenção de líquidos.

O chá verde e o chá de erva-doce, além de ajudarem a desinchar, sem prejudicar o bebê, colaboram ainda com a produção de leite materno, bem como a água. Além disso, alimentar-se de forma adequada, com refeições saudáveis e equilibradas, vai garantir não só a produção de leite como também a sua qualidade. Então, ao escolher o que comer pense na saúde do seu bebê.

 

Saiba como voltar à forma após a gravidez

A questão é que saber como voltar à forma após a gravidez não tem mistério nenhum. O ideal é escolher bem os alimentos, sempre preferindo os mais nutritivos e saudáveis, até porque a sua qualidade reflete na qualidade do leite materno também. Nesse sentido, é importante evitar ao máximo os alimentos processados, enlatados e congelados.

Além de contarem com muito sal, açúcar e gorduras ruins costumam ser feitos com farinhas brancas, quando é o caso, o que não confere os nutrientes necessários. O melhor é ingerir farinhas integrais, como aveia, bem como arroz integral e outros carboidratos complexos, como a batata doce.

No entanto, para perder a barriguinha pós-parto com segurança e de forma rápida o mais indicado é que sejam incluídos na sua rotina os exercícios físicos, sendo que cuidar do seu bebê também entra nessa categoria. Além de segurar o seu bebê ser um exercício que cada vez mais vai exigir força, outra atividade que ajuda a emagrecer é passear com ele.

Seja com o carrinho ou com o sling ou o canguru, passear só não fará muito bem à qualidade de vida de vocês dois como também proporciona uma melhor circulação sanguínea do seu corpo, além de queimar calorias. E mais, respeitando as indicações do médico, se houver, de iniciar atividades físicas após algumas semanas, é possível ainda fazer outros exercícios.

Entre eles, o abdominal com bola, a ponte e a prancha são exercícios pós-parto que são muito eficientes para perder a barriguinha. Além disso, você pode caminhar, correr, pular corda, andar de bicicleta e fazer as demais atividades que preferir. Caso você fosse à academia antes da gravidez, confirme com o seu médico quando pode voltar.

 

Como fazer tratamento para estrias vermelhas pós-parto

Além da barriguinha que pode aparecer depois de dar a luz ao seu bebê, o que pode incomodar um pouco são as estrias que muitas mulheres ganham com a gravidez. As estrias vermelhas, entretanto, são as mais recentes e, por isso, mais fáceis de eliminar.

Embora existam muitos tratamentos, é indicado evitar aqueles que são químicos.

Dessa forma, o melhor tratamento para estrias vermelhas pós-parto consiste em técnicas e produtos mais naturais, a fim de evitar que prejudique o bebê, o que pode acontecer com os cremes à base de derivados da vitamina A, a exemplo do ácido retinoico. Essa substância chega ao bebê pelo leite materno e pode causar danos a sua saúde.

Mesmo depois da fase da amamentação é possível optar pelos tratamentos caseiros para estrias, como a esfoliação caseira, que pode ser feita esfregando um pouco de borra de café no local das estrias. Basta fazer isso por alguns minutos até que a pele fique avermelhada. O próximo passo é usar água morna para lavar a região, a fim de abrir os poros.

Esse procedimento vai facilitar a ação do hidratante, que deve ser aplicado na região logo em seguida. Além de cremes, beber água ajuda a hidratar a pele, mais um motivo para ingerir com frequência esse líquido. No entanto, além de se preocupar em tratar as estrias que aparecerem, outra dica é saber como evitá-las ou ao menos reduzir o seu surgimento.

Nesse sentido, uma dica é ter o hábito de sempre manter a pele hidratada com cremes próprios ao seu tipo de pele. Isso pode ser feito antes e durante a gestação. No entanto, quando estiver grávida certifique-se com o seu médico que nenhum componente do creme vai prejudicar os seu bebê.

E mais, os banhos de água quente ressecam a pele e a deixa mais propícia para o aparecimento de estrias, por isso, prefira banhar-se com água morna. O mesmo serve para as roupas apertadas que podem facilitar o aparecimento das estrias. Por fim, as atividades físicas são outras aliadas do combate ao problema.

 

Qual é a melhor cinta para usar depois do parto

As cintas modeladoras feitas exclusivamente para mulheres no pós-parto ajudam a perder barriguinha após a gestação com segurança. Elas são indicadas, inclusive, pelos profissionais da saúde, que afirmam que são úteis para reorganizar os órgãos internos. Além disso, elas são eficientes para reduzir o inchaço e a flacidez comuns depois de dar a luz.

No entanto, os especialistas alertam que o seu uso não deve ser constante, uma vez que a cinta pode atrapalhar os movimentos dos músculos do abdômen, bem como o fluxo de sangue na região. Além disso, é possível saber qual é a melhor cinta para usar depois do parto conhecendo os seus modelos, pois eles são variados.

Converse com o seu médico sobre qual o melhor modelo para você, se o de cinta baixa sem pernas ou sem pernas com cintura alta. Há também modelos com busto para amamentação e os modelos com pernas, acima do joelho e abaixo do joelho. Conforme a sua situação é possível optar por um ou por outro produto.

Em geral, as mulheres que passaram por cesariana podem usar a cinta logo após o parto até os três meses do bebê. Já as mulheres que tiveram parto normal, o melhor é usar a cinta pós-parto só depois do bebê completar um mês, pois é quando o útero estará no seu devido lugar. Isso também deve ser confirmado com o seu médico, uma vez que cada caso é um caso.

Depois de aprender a como perder a barriguinha pós-parto é importante que a mulher também saiba como prevenir o excesso de peso durante a gravidez, o que pode ser feito basicamente com uma alimentação equilibrada e saudável. Mesmo que surjam aqueles desejos de comer muito, o melhor é aprender a se controlar.

 

Saciedade maior com alimentos ricos em fibras

Além disso, quando são ingeridos alimentos ricos em fibras, o que inclui todos os vegetais e cereais integrais, bem como as sementes, a saciedade é maior e assim você demora mais a sentir fome depois de ter comido. Isso tudo ajuda ainda a você ter uma barriga de grávida do tamanho ideal, o que vai reduzir ainda as dores na coluna comuns da gestação.

Devido ao excesso de peso, é normal que haja dor na região lombar, mas evitando comer demais é possível controlá-la. Praticar atividades físicas moderadas e conforme a recomendação médica também ajuda a evitar o excesso de peso. Em geral, para as mulheres grávidas o mais indicado são ioga, Pilates e hidroginástica.

Mesmo assim, é indicador escolher lugares com profissionais capacitados a atender as grávidas. Quem já estava acostumada com uma rotina pesada de exercícios pode manter desde que seja liberada pelo médico, sendo importante sempre observar a capacidade do seu corpo para continuar com os mesmos exercícios.