Skip to main content
como-emagrecer-amamentando

Como Emagrecer Amamentando com Saúde Em Busca do Corpo Perfeito

É comum que existam mulheres que fiquem preocupadas porque ganharam peso com a gravidez.

No entanto, é importante saber que o ganho de alguns quilos a mais é saudável, porque significa que a mulher está se alimentando bem, o que é de extrema importância para o bom desenvolvimento do bebê dentro do útero.

Claro que se o ganho de peso for demais é melhor buscar uma nutricionista.

Uma dieta na gravidez não é recomendada, já que ela pode prejudicar o feto, mas a futura mamãe pode sim ter uma alimentação equilibrada e saudável que evita o ganho de peso excessivo sem comprometer a qualidade de vida do seu filho que está para nascer.

Veja:

 

Dê preferência aos alimentos mais nutritivos

alimentos-mais-nutritivos

Mesmo a mulher que não está engordando demais durante a gestação deve dar preferência aos alimentos mais nutritivos, priorizando uma alimentação de qualidade, o que significa reduzir o consumo de produtos industrializados.

Além disso, também é comum que a mulher queira logo voltar ao seu peso anterior depois do parto.

Porém, é normal que o emagrecimento agrava o nascimento do bebê seja gradativo, até porque muitas mamães ficam bem inchadas após o parto. Nesse sentido, é possível aprender a como emagrecer amamentando.

Além de ser um gesto de amor que não só vai aproximar mais a mãe do bebê, como também o leite materno garante que a criança tenha uma saúde mais forte, a questão é que dar de mamar ao seu filho também ajuda a emagrecer.

 

Por que amamentar emagrece?

Ou seja, são inúmeras as vantagens para a amamentação ser feita pelo menos até os dois anos, sendo que o bebê pode continuar mamando por mais tempo, até que haja leite sendo produzido.

Para entender porque amamentar emagrece vale dizer que o corpo gasta muitas calorias para produzir o leite, já que ele todo está funcionando com esse objetivo.

Assim, quanto mais você der de mamar para o seu bebê, mais leite o seu organismo vai produzir e mais calorias serão queimadas.

Isso porque quanto mais o seu filho mama, sugando o seu peito, mais o seu corpo é estimulado a produzir leite. Mais um motivo para dar de mamar pelo maior tempo possível.

 

Qual a melhor dieta para quem está amamentando

dieta-para-quem-esta-amamentando

As mães que estão amamentando devem se alimentar muito bem para que o organismo tenha matéria prima suficiente para produzir o leite materno.

Assim, a dieta para quem está amamentando deve ser muito nutritiva, balanceada e saudável, sendo que na realidade não difere tanto do que qualquer pessoa deve seguir.

A questão é que ao estar amamentando alguns alimentos são ainda mais importantes, como os ricos em água, pois a mulher precisa ingerir bastante dela para conseguir produzir leite e ter o suficiente para o bom funcionamento do seu organismo.

 

Mais água e mais frutas nesse período

Por isso, é indicado que ela beba mais do que três litros de água todos os dias.

Além disso, é importante que coma muitas frutas e legumes diariamente, principalmente as que sejam ricas em água.

Além de ajudar na produção de leite, esses alimentos são diuréticos e vão ajudar a mulher a desinchar abarriga após o parto.

 

Dê preferência a alimentos ricos em carboidratos

Para garantir a produção de leite e a energia da mamãe é preciso ainda que ela coma alimentos ricos em carboidratos.

Nessa hora, o melhor é optar pelos carboidratos complexos, como as versões integrais das farinhas e do arroz.

As fontes de proteína são outros alimentos essenciais para a dieta durante a amamentação, que podem ser tanto vegetais, como feijão, lentilha e grão de bico, quanto animais, ou seja, carnes vermelhas de cortes magros, além de peixes e aves.

 

O cardápio deve contar ainda com:

  • Ovos
  • Leite e os queijos
    • De preferência, os mais magros
    • Além dos demais derivados do leite

Todos os grupos alimentares são importantes, inclusive, as sementes, sendo que a linhaça, o gergelim, a chia e outras podem ser consumidas com frutas ou iogurte natural, o qual também é muito saudável para o cardápio da lactante.

 

Outros alimentos essenciais são os ricos em boas gorduras, como:

  • As castanhas
  • As amêndoas
  • Os amendoins
  • Os pistaches
  • As demais oleaginosas
    • Bem como azeite de oliva
    • Peixes como atum
    • Salmão e o abacate

Todos esses alimentos podem entrar no dia a dia da mais nova mamãe, sendo intercalados para que sempre sejam preparadas refeições diferenciadas com muito sabor.

 

Como fazer a melhor alimentação pós-parto

como-fazer-melhor-alimentacao-pos-parto

A alimentação pós-parto é muito parecida com a alimentação que a mulher deve ter durante a gestação e com o cardápio que qualquer pessoa deve ter quando deseja ter qualidade de vida através do que consome.

Não existem regras específicas quando a mulher está grávida ou amamentando.

A única regra é que sejam ingeridos os alimentos mais saudáveis a que se tenha acesso.

Em alguns casos, o médico pode receitar suplementos alimentares conforme as necessidades nutricionais de cada mulher.

 

Alimentos mais frescos e saudáveis

Fora isso, é indicado que ela dê preferência aos alimentos mais frescos e saudáveis, evitando tudo o que for industrializado.

Muitas vezes, as pessoas sabem que o que estão comendo não é a melhor opção, mas por gula ou por vontade é normal que se caia em algumas tentações, o que pode ser feito com moderação de vez em quando.

No entanto, quando a mulher está grávida ou amamentando ela deve se lembrar de que tudo o que consome também é recebido pelo seu filho.

Isso acontece por meio da placenta ou pelo leite materno e, por isso, na hora de escolher o que comer é preciso pensar primeiro no bem estar do bebê.

 

Cuidado com o café

O café, por exemplo, é uma substância contraindicada às gestantes e lactantes, pois embora nas doses certas seja saudável, para o bebê ainda não é uma opção que lhe fará bem.

O mesmo serve para:

Pois todos eles são ricos em cafeína.

 

Chás saudáveis nesse processo

Com essas exceções, outros chás são muito saudáveis, como os calmantes, mas antes de ingeri-los sempre se certifique de que sejam indicados para a sua situação.

 

5 à 6 refeições por dia

Além disso, é importante que a mulher faça de cinco a seis refeições por dia.

Dessa forma, ela não deve pular refeições, muito menos o café da manhã, além de fazer lanches na metade da manhã, da tarde e mesmo antes de ir dormir, nesse caso, o melhor é que seja algumas horas antes de se deitar e que os alimentos sejam bem leves.

Dormir, aliás, embora nem sempre seja fácil quando o bebê ainda é pequeno, é algo que a mãe deve fazer sempre que puder.

 

Emagrecer na gravidez é normal?

emagrecer-na-gravidez

Além do ganho de peso durante os nove meses de gestação, emagrecer na gravidez é normal também.

Isso acontece, muitas vezes, porque os enjoos e vômitos são frequentes nos primeiros meses de gravidez, levando a mulher a perder peso.

Além disso, existem pessoas com metabolismo mais acelerado que normalmente tem mais facilidade em perder do que ganhar alguns quilinhos.

No entanto, se a mulher está comendo adequadamente e está bem de saúde não tem porque se preocupar com o emagrecimento. Mas se qualquer coisa sair da normalidade é fundamental que consulte o seu médico.

 

Acompanhamento médico sim

As visitas frequentes aos especialistas durante a gestação, inclusive, são obrigatórias para acompanhar o desenvolvimento do bebê.

 

Não coma por dois

Vale lembrar ainda que, embora a mulher não tenha que “comer por dois” é necessário que o seu consumo diário de calorias seja um pouco maior do que o de costume.

Ainda durante a amamentação isso deve ser feito e, por isso, não tem razão para se preocupar se o apetite está um pouco maior, desde que não seja nada de modo demasiado.

 

Ingira todos os grupos alimentares saudáveis

Então, já que emagrecer na gravidez é normal dieta para quem amamenta é importante tanto para as mulheres que perdem peso quanto para as que ganham alguns quilos durante a gestação.

Mais uma vez, é necessário dizer que o mais importante é ingerir todos os grupos alimentares, com refeições que possuam alimentos variados e saudáveis.

 

Conclusão

Se você é o tipo de mulher que está sempre correndo e não tem tempo para se alimentar direito, saiba que ao iniciar uma gestação comer bem deve ser a sua prioridade.

O seu filho vai se desenvolver de maneira correta se você der a ele todos os nutrientes dos quais precisa, inclusive, ferro e ácido fólico, os quais são encontrados em muitos alimentos.

Entre eles:

  • As leguminosas
  • Carnes
  • Cereais integrais e outros.

Assim, além de estar bem nutrida durante a gestação será mais fácil de saber como emagrecer amamentando, uma vez que estará com a qualidade de vida garantida em decorrência da boa alimentação.

Além disso, se você sempre tiver os cuidados de optar pelos alimentos mais saudáveis e nutritivos, não terá que se preocupar com a dieta pós-parto.

Isso porque quem não ganha quilos demais durante os nove meses de gravidez consegue de maneira simples voltar a ter o mesmo peso de antes.

Outra dica para tornar o processo mais eficiente e rápido é praticando atividades físicas. Durante a gestação elas devem ser leves e moderadas, mas depois você pode ter uma rotina de treinos mais intensa para emagrecer com saúde.