Skip to main content
abdominal para perder barriga rapido veja se funciona

Por Que Abdominal Para Perder Barriga Rápido Não é Tudo… E o Que Fazer a Respeito!

Essa é uma dúvida comum: Qual o melhor abdominal para perder barriga rápido? Na hora em que se fala dos exercícios para reduzir os quilinhos a mais na região da cintura.

Porém, quando a ideia é perder barriga rápido, não adianta, é de extrema importância apostar no poder das atividades físicas, uma vez que elas são essenciais para emagrecer mais facilmente.

Isso acontece porque os exercícios físicos queimam mais calorias e, mesmo comendo menos para eliminar as gorduras do abdômen, o treino vai potencializar os resultados.

No entanto, vale ressaltar que os abdominais não são responsáveis pela queima de calorias da região do abdômen sozinhos, sendo que é preciso ainda apostar nos exercícios aeróbicos.

Veja:

 

Nesse sentido, surge outra dúvida:

Abdominal perde barriga ou só define?

Continue lendo para descobrir se sim ou se não… mais antes…

 

Sobre a ginástica localizada

exercicios de ginastica localizada para perder barriga

Antes de lhe responder, preciso alertar sobre a ginástica localizada, a exemplo dos abdominais, faz com que o corpo se movimente e por isso queimam calorias, eles são mais eficientes para definir o abdômen, uma vez que é isso o que a ginástica localizada faz.

Como o seu próprio nome diz, ela trabalha um determinado músculo ou conjunto de músculos localizados em uma parte do corpo. Esse trabalho muscular tem o principal objetivo de fortalecer o local e não de eliminar a sua gordura.

Mesmo assim, existem abdominais que são mais eficientes do que outros, sendo que o abdominal tradicional não está entre eles.

Para você saber quais são os abdominais e demais exercícios que ajudam a perder barriga e a desenvolver a musculatura do abdômen, confira as dicas a seguir.

 

Abdominal faz perder barriga?

Não, mas veja quais são os seus benefícios:

Agora que você sabe que a resposta para a pergunta: “abdominal faz perder barriga?” é negativa, de forma alguma você deve evitar esses exercícios, pois eles possuem muitas outras vantagens.

Além de tonificar a região do abdômen, eles ajudam a definir os músculos, o que no médio e longo prazo pode levar à tão desejada barriga de tanquinho.

 

1) Abdominais fortalecem outros músculos

O tempo para chegar a ela, entretanto, vai depender da sua situação atual. De qualquer forma, vale dizer que os abdominais são responsáveis ainda pelo fortalecimento de outros músculos, como do quadril, das pernas e do peitoral.

A execução dos abdominais reflete ainda nos músculos localizados próximos à espinha.

Isso significa que os abdominais ajudam ainda a manter a postura correta, a fim de evitar lesões.

No entanto, para tirar proveito dos seus benefícios, eles devem ser feito com regularidade e, assim, ao longo do tempo você verá os seus efeitos. Mas, isso não quer dizer que você tenha que fazer todos os dias esses exercícios. Veja:

 

2) Período de exercícios abdominais

Os abdominais podem ser realizados três vezes por semana, principalmente, pelos iniciantes, que devem começar com poucas séries e repetições e aumentá-las de maneira gradativa.

Com essa frequência você poderá experimentar uma maior flexibilidade e alcance dos seus movimentos feitos com os músculos centrais do corpo.

Ou seja, você terá melhor estabilidade para as atividades do dia a dia e potência para realizar levantamentos e saltos.

Por outro lado, quem permanece por muitas horas seguidas em frente ao computador não deve exagerar nos abdominais, pois existe o risco de forçar ainda mais os ombros para frente, colaborado com a postura “corcunda”.

Então, se você quer aproveitar os benefícios dos abdominais para fortalecer os músculos da cintura, o indicado é prestar mais atenção a sua postura na hora de usar o computador.

Além disso, só fazer abdominais não é saudável, porque assim você deixa de praticar outros exercícios e, por consequência, não trabalha as demais partes do seu corpo.

 

Abdominais para perder barriga e culote

sera que abdominal faz mesmo perder barriga e culote

Embora para muitas pessoas os abdominais se resumam ao movimento em que os pés devem ficar no chão, com as pernas flexionadas, enquanto se está deitando de costas para o chão e é preciso levantar o tórax com as mãos atrás da cabeça, que deve ser levada até próxima aos joelhos, existem muitos outros tipos de abdominais.

Esse, aliás, é o menos eficiente.

 

1) Abdominais com elevação de pernas

Assim, os abdominais para perder barriga e culote que oferecem resultados mais rápidos são os laterais e com elevação de pernas.

Para essas modalidades, também existem maneiras diferentes de fazer cada exercício. Nesse sentido, um abdominal que trabalha diferentes conjuntos musculares com eficiência é o de pernas e tronco simultâneos.

Para tanto, a pessoa deve deitar com as pernas flexionadas e com os pés unidos e apoiados no chão. As mãos ficam atrás da cabeça, sendo preciso elevar as pernas, mantendo-as flexionadas. Enquanto isso é necessário também elevar o tronco, na direção dos joelhos.

Outra forma de fazer esse exercício é mantendo as pernas elevadas durante todo o movimento.

 

2) Abdominal com apoio

O abdominal com apoio também funciona super bem para quem deseja ficar com o abdômen definido, sendo que é preciso usar uma cadeira ou outro objeto onde seja possível manter as pernas apoiadas e alinhadas com os seus joelhos.

Assim, com as mãos na nuca, basta fazer o movimento de elevação de tronco e, após, voltar à posição inicial.

O abdominal lateral com pés fixos também deve entrar na sua rotina de exercício para ajudar na redução de gordura da cintura.

Nesse caso, é preciso se deitar e, com a parte direita do corpo levemente inclinada, elevar o tronco até chegar ao joelho esquerdo, sendo que a sua perna deve estar cruzada sobre a outra, que deve estar flexionada com o pé no chão.

 

3) Dicas para os “experts do abdômen”

Depois de uma série desse lado, é preciso fazer o movimento com o lado oposto.

Para potencializar os resultados desses movimentos, você pode usar pesos de dois a cinco quilos em cada perna. No entanto, isso é recomendado para quem já estiver em um nível mais adiantando do treino.

 

4) Cuidado com a coluna

Outro cuidado ao fazer os abdominais é para as pessoas que possuem problemas na coluna, sendo melhor executá-los apenas com o acompanhamento de um profissional capacitado.

Mesmo assim, converse com o seu médico sobre a possibilidade de realizá-los.

 

Abdominal para perder barriga abaixo do umbigo

perder barriga abaixo do umbigo

Além dos culotes e dos pneuzinhos, homens e mulheres também se queixam da famosa pochete, que é a gordura que se acumula logo abaixo do umbigo.

Os abdominais também trabalham os músculos dessa região, mas como já foi dito abdominal para perder barriga abaixo do umbigo não existe, já que esses movimentos apenas atuam nos músculos.

Porém, se você quer ter o abdômen firme, mesmo que siga uma alimentação saudável e equilibrada e perca os quilos desejados, se não houver atividade física são grandes as chances de ficar com a região flácida.

Por isso, mais uma vez se afirma a importância de aliar os bons hábitos alimentares às atividades físicas.

 

1) Pratique exercícios aeróbicos

Os abdominais com elevação de pernas, aliás, são os mais eficientes para trabalhar a região abaixo do umbigo, como também demais exercícios de pernas.

Mas já que a ideia é reduzir a gordura acumulada na cintura, é preciso ainda praticar exercícios aeróbicos, pois esses sim, ajudam a queimar calorias de modo muito mais rápido.

  1. As corridas
  2. Caminhadas
  3. Andar de bicicleta
  4. Subir e descer escadas
  5. Dançar

São as atividades aeróbicas mais eficientes para o gasto calórico, pois exigem muito do corpo, tornando-se inevitável a redução de peso. Por isso, para um treino completo, você deve combinar essas atividades na sua rotina de treino.

 

2) Exercícios intercalados com ginástica

Uma sugestão é, em três dias da semana, praticar uma atividade aeróbica e em outros três dias apostar na ginástica localizada e, além de abdominais, fazer:

  1. Flexões
  2. Polichinelos
  3. Agachamentos
  4. Pontes
  5. Pranchas

Demais movimentos que trabalham os músculos do abdômen. Além disso, alongue-se bem antes de iniciar todos os treinos.

 

3) seu corpo merece um descanso

Mesmo a quem está em uma rotina mais intensa de treinos, recomenda-se que um dia da semana seja dedicado ao descanso, para que o corpo possa se recuperar.

Também é essencial estar bem hidratado durante todo o dia e na hora de se exercitar usar roupas confortáveis, tênis adequado e se proteger do sol quando a atividade for feita em local aberto.

 

Mais dicas quentes

Invista em treinos variados

Agora que você sabe responder à pergunta: abdominal faz perder barriga mito ou verdade? Invista em um treino variado com exercícios que trabalhem diferentes grupos musculares, assim, estará com todo o seu corpo em forma.

Mesmo que o abdominal sozinho não faça nenhum milagre, ele deve ser incluído em seu treino para ganhar mais força no abdômen.

 

Tenha uma noite de sono de qualidade

Além de apostar em demais atividades físicas para um treino completo, é de extrema importância ainda priorizar na sua rotina uma noite de sono de qualidade, a qual deve ter em torno de oito horas. Um artigo publicado pela Abril revela as horas de sono necessárias para cada idade.

Dormir bem é um hábito saudável que ajuda você a alcançar os seus objetos quando pratica atividades físicas.

 

Alinhe-se com uma refeição nutritiva

Já que o abdominal para perder barriga rápido se torna realidade apenas quando há também com refeições nutritivas, é necessário evitar os alimentos industrializados, comer a cada três horas em porções menores e apostar em todos os grupos alimentares com moderação.

Por fim, outra dica quanto ao melhor jeito de fazer abdominal perde barriga é iniciando o exercício aos poucos com um menor número de séries e que possua também menos repetições.

Assim, comece com duas séries de 10 repetições e a cada duas semanas aumente um pouco. Também é recomendado intercalar várias modalidades de abdominal.